Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Inovações de alunos são premiadas

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Desafio promovido pela UFABC destaca projeto de cadeira de rodas por comando de voz e mochila inteligente capaz de recarregar o celular


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

10/07/2015 | 07:00


Projetos elaborados por alunos da Etec (Escola Técnica Estadual) Lauro Gomes e da Fatec (Faculdade de Tecnologia do Estado) Adib Moisés Dib, ambas de São Bernardo, se destacaram durante a realização do 1º Desafio UFABC de Empreendedorismo, promovido pela Universidade Federal do ABC no último mês. As instituições tiveram nove invenções selecionadas entre as 15 finalistas, sendo que três delas ficaram entre as quatro melhores.

A vencedora da competição foi a cadeira de rodas controlada por voz idealizada pelo estudante da Etec Lauro Gomes Daniel Labriola, 23 anos. A proposta do jovem propõe alternativa viável para pessoas com mobilidade reduzida alcançarem melhor qualidade de vida. Ele, inclusive, já havia sido premiado com a segunda colocação entre 15 ideias inovadoras de Etecs de todo o Estado no início do ano.

O protótipo é fruto de projeto de conclusão de curso e demorou cerca de um ano e oito meses para ser concluído, a custo de R$ 600. A proposta do jovem é apresentar alternativa diferente das observadas no mercado atualmente, como as cadeiras de rodas comandadas por joystick. “Dessa forma, pessoas com comprometimento nos membros superiores também ganham autonomia”, observa Labriola.

A diretora da Etec Lauro Gomes, Marly de Oliveira Moraes, não esconde a alegria em ver dois projetos de sua unidade como o primeiro e segundo colocados. Além da cadeira de rodas comandada por voz, alunos da instituição apresentaram um gerador de energia por passos. “Acredito que isso seja resultado do empenho de professores e estudantes. Eles acabam percebendo o que a sociedade precisa e transformando isso em oportunidades”, ressalta.

MOCHILA

Em tempos de dependência do celular, imagine a garantia de poder recarregar o aparelho, companheiro de todos os momentos, mesmo longe de tomadas e estando no meio da rua. Pensando nas pessoas que têm pavor de ficar sem conexão com o mundo, o aluno do curso de Informática para Negócios da Fatec (Faculdade de Tecnologia) Adib Moises Dib, em São Bernardo, Verinaldo Dantas, 41 anos, criou mochila inteligente. O projeto ficou na quarta colocação do desafio de empreendedorismo.

Além de ser usada para transportar os objetos em seu interior, o item conta com wi-fi, bluetooth, USB, GPS e armazenamento em nuvem. A ideia, segundo o aluno, surgiu durante período de intercâmbio de um ano nos Estados Unidos, por meio do programa federal Ciências sem Fronteiras. A bateria do produto, batizado de EVA Smart Backpack, tem capacidade para até dez recargas em um celular, de cinco a seis em um tablet e de duas a três em computador portátil.

“O diferencial é contar com painéis solares na parte externa para captar a energia solar e convertê-la em energia elétrica. Além desta funcionalidade, ela tem uma CPU própria, o que permite atuar como dispositivo portátil”, destaca Dantas. Dessa forma, o proprietário da mochila pode ouvir músicas, armazenar imagens e arquivos digitais, receber e enviar e-mails. O equipamento também possui entradas para conectar mouse e teclado. “O melhor é que tudo isso pesa apenas 750 gramas e não compromete o uso comum da mochila”, completa.

A produção do primeiro protótipo demorou cerca de seis meses para ser concluída a custo de R$ 2.500, no entanto, Dantas já projeta três valores para a produção da mochila em escala comercial: R$ 1.050 na versão básica, R$ 1.350 versão intermediária e R$ 1.650 versão premium. A diferença entre os modelos leva em conta capacidade de armazenamento, velocidade de processamento, unidade de armazenagem de energia e serviços disponíveis”. O próximo passo do projeto de Dantas é captar recursos para a produção da mochila.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados