Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Diadema de olho na expansão das exportações para França


Leandro Cervantes
Do Diário do Grande ABC

19/04/2006 | 08:04


Troca de conhecimento, perspectivas de parcerias e possibilidade de fortalecer o comércio exterior. Esses foram os principais frutos colhidos pela missão empresarial de Diadema que retornou da França no início do mês. A opinião é de membros do grupo, composto de seis empresários e quatro representantes do governo do município, que estiveram no velho continente.

De concreto, a missão já conseguiu a retribuição da visita. Segundo o secretário de Desenvolvimento e vice-prefeito de Diadema, Joel Fonseca, uma missão francesa, nos mesmos moldes da de Diadema, virá para o município na primeira quinzena de abril. “Isso mostra que a nossa ida até lá também foi interessante para eles e despertou interesses”, afirma.

O grupo visitou fábricas, centros de formação voltados ao setor de cosméticos e uma feira de negócios em Paris, além de encontros com representantes do poder público e do empresariado francês.

Para Fonseca, a viagem – idealizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Urbano –,criou a perspectiva de se abrir parcerias, que podem fortalecer o intercâmbio comercial com aquele país. “A França, de modo geral, tem um alto custo de produção, por conta principalmente do valor da mão-de-obra, que afeta principalmente as pequenas e médias empresas. Isso cria oportunidades para empresas daqui (Diadema) absorverem parte da produção das empresas de lá por meio de parcerias, fabricando peças e componentes, por exemplo, com custo de 20% a 30% menor”, explica.

O empresário José Rufino de Oliveira Filho, da Steroc Indústria e Comércio – fabricante de instrumentos para perfuração de rochas – também destaca a mesma possibilidade de negócios. “Essas parcerias poderiam contribuir muito para as empresas da região, não só economicamente mas também em termos de tecnologia.”

Rufino, que também é diretor de Comércio Exterior do Ciesp Diadema (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), considera fundamental para o desenvolvimento das empresas locais a busca por mercados internacionais. “É preciso que os empresários de Diadema percam o medo de competir no mercado externo e procurem novas oportunidades, pois depender só do mercado interno pode ser arriscado”, diz.

Exportação – Com 312 empresas exportadoras sediadas no município, Diadema é a única representante paulista no programa ExportaCidades, do governo federal, que visa fortalecer a competitividade exportadora dos municípios brasileiros. Em 2005, as exportações das cidades somaram US$ 287,5 milhões. A venda ao exterior de prensas para a indústria automobilística representou 35% desse montante.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema de olho na expansão das exportações para França

Leandro Cervantes
Do Diário do Grande ABC

19/04/2006 | 08:04


Troca de conhecimento, perspectivas de parcerias e possibilidade de fortalecer o comércio exterior. Esses foram os principais frutos colhidos pela missão empresarial de Diadema que retornou da França no início do mês. A opinião é de membros do grupo, composto de seis empresários e quatro representantes do governo do município, que estiveram no velho continente.

De concreto, a missão já conseguiu a retribuição da visita. Segundo o secretário de Desenvolvimento e vice-prefeito de Diadema, Joel Fonseca, uma missão francesa, nos mesmos moldes da de Diadema, virá para o município na primeira quinzena de abril. “Isso mostra que a nossa ida até lá também foi interessante para eles e despertou interesses”, afirma.

O grupo visitou fábricas, centros de formação voltados ao setor de cosméticos e uma feira de negócios em Paris, além de encontros com representantes do poder público e do empresariado francês.

Para Fonseca, a viagem – idealizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Urbano –,criou a perspectiva de se abrir parcerias, que podem fortalecer o intercâmbio comercial com aquele país. “A França, de modo geral, tem um alto custo de produção, por conta principalmente do valor da mão-de-obra, que afeta principalmente as pequenas e médias empresas. Isso cria oportunidades para empresas daqui (Diadema) absorverem parte da produção das empresas de lá por meio de parcerias, fabricando peças e componentes, por exemplo, com custo de 20% a 30% menor”, explica.

O empresário José Rufino de Oliveira Filho, da Steroc Indústria e Comércio – fabricante de instrumentos para perfuração de rochas – também destaca a mesma possibilidade de negócios. “Essas parcerias poderiam contribuir muito para as empresas da região, não só economicamente mas também em termos de tecnologia.”

Rufino, que também é diretor de Comércio Exterior do Ciesp Diadema (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), considera fundamental para o desenvolvimento das empresas locais a busca por mercados internacionais. “É preciso que os empresários de Diadema percam o medo de competir no mercado externo e procurem novas oportunidades, pois depender só do mercado interno pode ser arriscado”, diz.

Exportação – Com 312 empresas exportadoras sediadas no município, Diadema é a única representante paulista no programa ExportaCidades, do governo federal, que visa fortalecer a competitividade exportadora dos municípios brasileiros. Em 2005, as exportações das cidades somaram US$ 287,5 milhões. A venda ao exterior de prensas para a indústria automobilística representou 35% desse montante.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;