Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Coop também se adapta às mudanças de consumo


Paula Cabrera
Do Diário do Grande ABC

26/09/2010 | 07:18


De olho na tendência de integrar seções e deixar o consumidor mais próximo dos mais diferentes tipos de serviço no mesmo lugar, a Coop começa a se reformular. A rede investiu R$ 5 milhões na ampliação da loja de Capuava, uma das mais antigas do grupo, eliminando o segundo andar onde ficava a drogaria e ampliando o local em 1.500 m² em um piso único.

"Isso trará maior facilidade de locomoção", diz presidente da Coop, Antonio José Monte. Ele explica que mudança atende também à alteração de comportamento do consumidor moderno. "Antes as pessoas abasteciam suas residências no supermcado. Agora, procura minishopping e prefere a oportunidade de fazer todas as compras e serviços no mesmo local", comenta.

Além de facilitar a locomoção dos clientes, a rede investiu também no meio ambiente. Para abrigar futuros consumidores foram feitas mais 46 vagas de estacionamento, no entanto, o local não foi asfaltado com material convencional. "Usamos um produto chamado concregrama (mistura de concreto e grama) que dá vazão permeável para a água e é ecologicamente correto."

As novidades do grupo não param por aí. Enquanto supermercados diminuem os espaços, a rede investe na ampliação e em nova linguagem visual para atrair clientes. "Melhoramos o mix, a fachada da loja está totalmente modificada, o ambiente visual é outro. Nossas novas unidades também já trazem esse diferencial. Pensamos nesse conceito há muito tempo", salienta Monte.

A expectativa do executivo é de que outras lojas também passem por uma reestruturação em 2011, no entanto, o empresário salienta que o orçamento para modificações em outros espaços da rede ainda passa por estudos.

Atendimento - Apesar da loja de Capuava ter sido ampliada e ter tido o modelo totalmente revisto, o presidente da Cooperativa atesta que os funcionários da rede não sofreram qualquer alteração em quantidade ou treinamento.

"Vamos receber funcionários temporários para atender à demanda maior de Natal, mas a qualidade dos funcionários da Coop é algo diferenciado e requer cuidado. Eles passam por longos treinamentos e, apesar de termos modificado muita coisa na loja de Capuava, o atendimento dos trabalhadores de lá continua o mesmo", garante o executivo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;