Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Professoras, temos um convite a vocês...


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

07/06/2015 | 07:00


A Santo André de 1965 formava essas jovens professoras da foto, em alto estilo, imagem eternizada das escadarias da Catedral do Carmo. Alunas do Instituto de Educação Américo Brasiliense.

A formatura foi no final do ano, mas os preparativos começavam no semestre anterior ou mesmo em 1964 – o sonho de uma linda festa e de uma carreira com tudo para dar certo.

O professor era mais respeitado, mais valorizado. E a festa aconteceu, as fotos foram tiradas, para depois cada professora tomar o rumo de sua vida. E não é que 50 anos se passaram...

CONVITE

“Conforme solicitação de um dos formandos desta turma (José Nicoletti), estou enviando via e-mail fotos da turma de normalistas do ano de 1965 para que seja colocada no jornal para o convite de comemoração dos 50 anos de formatura”.

Rosa Maria Tubero

Rosa se apresenta: está em plena atividade. Reside em São Simão, perto de Ribeirão Preto. É diretora da Escola Estadual Simão da Silva. Por sinal, a escola da diretora Rosa comemorou, semana passada, 110 anos de instalação, com três dias repletos.

E as outras formandas do Américo Brasiliense de 1965? Que caminhos seguiram? É isto que se pretende saber.

REENCONTRO

A festa do cinquentenário desta turma tão elegante da foto será dia 25 próximo, uma quinta-feira, daqui a duas semanas e meia – reencontro marcado para a Pizzaria Vero Verde, em Santo André, a poucos minutos do Américo Brasiliense desenhado por Agostinho Fratini, do Diário, no rodapé da foto deste domingo.

Uma comissão de três ex-alunos centraliza os contatos. Se você está na foto, fale com eles: Tokie Munekata, (11) 4365-3251; José Nicoletti, (11) 9-8423-8339; e Ruth da Costa Varjão, (11) 4425-4860.

Graças ao material enviado pela diretora Rosa, diretamente de São Simão, temos os nomes de toda a turma. Haverá espaço em Memória para relacionarmos todos eles nesta semana que se inicia. A começar pela paraninfa, professora Therezinha Ignez Armani Giavarina, a Tereca, retratada com as formandas nesta foto primorosa.

Amanhã, segunda-feira, portanto, começamos a lista pela Tereca, a quem tanto a cidade deve por tudo o que ela fez e faz, inclusive na construção da Memória nossa de cada dia. Tereca, onde está você?


Diário há 30 anos

Quinta-feira, 6 de junho de 1985 – ano 28, nº 5844

Em razão do feriado de Corpus Christi, o Diário não circulou em 7-6-1985. Da edição do dia 6, extraímos três notas publicadas por Claudete Reinhart na página ‘Encontro’, dentro da seção ‘Acontecendo’.

MÚSICA – a pianista de São Bernardo, Patrícia Vanzella, venceu pela terceira vez o concurso ‘Jovens Solistas’, desta vez em Recife, onde se apresentou com a Orquestra Sinfônica da capital pernambucana.

POLÍTICA – O incrível Antonio José Dalla’Anese deixou todo mundo com a boca azulada durante almoço político em São Bernardo. Ofereceu aos convidados inofensivas balas recheadas com azul-de-metileno. O resultado não poderia ser outro: estava tudo azul, bem ao gosto do vereador José Ginez Ramble.

LITERATURA – A andreense Leda Sabião está ultimando preparativos para a edição de seu livro ‘Elos XII’, ficção científica baseada nas profecias bíblicas, desde a origem do homem na Terra e o seu possível extermínio.

Em 7 de junho de...

1915 – Denúncia centenária: indústrias de Santo André têm empregado menores, que por causa do trabalho deixam de frequentar as aulas no Grupo Escolar.

A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘progresso dos franceses em Neuville’.

1930 – Surge em São Bernardo um grêmio fascista organizado por partidários da política de Mussolini. Alguns moradores da colônia italiana, cujos nomes figuram no manifesto da sociedade, dela se desligaram por declaração pública feita nos jornais locais, ‘Folha do Povo’ e ‘O Democrata’.

Momento político. Do noticiário do Estadão, críticas ao manifesto comunista assinado por Luiz Carlos Prestes.

1955 – Prossegue a Semana Eucarística da Diocese de Santo André, preparatória ao 36º Congresso Eucarístico Internacional (Rio, julho 1955).

Dom Jorge Marcos de Oliveira, bispo diocesano, celebra missa festiva.
Padres Fernando Sperzagni, vigário de Ribeirão Pires, e Ezio Gislimberti, vigário da Sagrada Família, São Caetano, defendem teses a serem apresentadas no Rio de Janeiro.

1970 – Pela Copa do Mundo do México, segundo jogo do Brasil rumo ao tricampeonato: 1 a 0 frente à Inglaterra, gol de Jairzinho.

1975 – Seleção Brasileira de Basquete Feminino convoca 15 jogadoras do Grande ABC.
Técnicos: Valdir Pagan Peres (Fundação) e Paulo Albano dos Santos (Pirelli).
Fundação: Norminha, Delci, Elza, Tereza, Regina, Vania e Irene.
Pirelli: Nilza, Odila, Arilza, Tereza e Lais.
Villares: Telma, Cristina e Narcisa.

Santos do dia

Santana Guia. Século 17. Barro cozido e policromado. Proveniente da Igreja Matriz de Santana de Parnaiba.
Imagem faz parte da exposição “Barro Paulista: a tradição bandeirante do imaginário em barro cozido”. Em cartaz no Museu de Arte Sacra, Capital (Avenida Tiradentes, 676, bairro da Luz). Curador: Dalton Sala

Ana de São Bartolomeu
Antonio Gianelli
Pedro de Córdova



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Professoras, temos um convite a vocês...

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

07/06/2015 | 07:00


A Santo André de 1965 formava essas jovens professoras da foto, em alto estilo, imagem eternizada das escadarias da Catedral do Carmo. Alunas do Instituto de Educação Américo Brasiliense.

A formatura foi no final do ano, mas os preparativos começavam no semestre anterior ou mesmo em 1964 – o sonho de uma linda festa e de uma carreira com tudo para dar certo.

O professor era mais respeitado, mais valorizado. E a festa aconteceu, as fotos foram tiradas, para depois cada professora tomar o rumo de sua vida. E não é que 50 anos se passaram...

CONVITE

“Conforme solicitação de um dos formandos desta turma (José Nicoletti), estou enviando via e-mail fotos da turma de normalistas do ano de 1965 para que seja colocada no jornal para o convite de comemoração dos 50 anos de formatura”.

Rosa Maria Tubero

Rosa se apresenta: está em plena atividade. Reside em São Simão, perto de Ribeirão Preto. É diretora da Escola Estadual Simão da Silva. Por sinal, a escola da diretora Rosa comemorou, semana passada, 110 anos de instalação, com três dias repletos.

E as outras formandas do Américo Brasiliense de 1965? Que caminhos seguiram? É isto que se pretende saber.

REENCONTRO

A festa do cinquentenário desta turma tão elegante da foto será dia 25 próximo, uma quinta-feira, daqui a duas semanas e meia – reencontro marcado para a Pizzaria Vero Verde, em Santo André, a poucos minutos do Américo Brasiliense desenhado por Agostinho Fratini, do Diário, no rodapé da foto deste domingo.

Uma comissão de três ex-alunos centraliza os contatos. Se você está na foto, fale com eles: Tokie Munekata, (11) 4365-3251; José Nicoletti, (11) 9-8423-8339; e Ruth da Costa Varjão, (11) 4425-4860.

Graças ao material enviado pela diretora Rosa, diretamente de São Simão, temos os nomes de toda a turma. Haverá espaço em Memória para relacionarmos todos eles nesta semana que se inicia. A começar pela paraninfa, professora Therezinha Ignez Armani Giavarina, a Tereca, retratada com as formandas nesta foto primorosa.

Amanhã, segunda-feira, portanto, começamos a lista pela Tereca, a quem tanto a cidade deve por tudo o que ela fez e faz, inclusive na construção da Memória nossa de cada dia. Tereca, onde está você?


Diário há 30 anos

Quinta-feira, 6 de junho de 1985 – ano 28, nº 5844

Em razão do feriado de Corpus Christi, o Diário não circulou em 7-6-1985. Da edição do dia 6, extraímos três notas publicadas por Claudete Reinhart na página ‘Encontro’, dentro da seção ‘Acontecendo’.

MÚSICA – a pianista de São Bernardo, Patrícia Vanzella, venceu pela terceira vez o concurso ‘Jovens Solistas’, desta vez em Recife, onde se apresentou com a Orquestra Sinfônica da capital pernambucana.

POLÍTICA – O incrível Antonio José Dalla’Anese deixou todo mundo com a boca azulada durante almoço político em São Bernardo. Ofereceu aos convidados inofensivas balas recheadas com azul-de-metileno. O resultado não poderia ser outro: estava tudo azul, bem ao gosto do vereador José Ginez Ramble.

LITERATURA – A andreense Leda Sabião está ultimando preparativos para a edição de seu livro ‘Elos XII’, ficção científica baseada nas profecias bíblicas, desde a origem do homem na Terra e o seu possível extermínio.

Em 7 de junho de...

1915 – Denúncia centenária: indústrias de Santo André têm empregado menores, que por causa do trabalho deixam de frequentar as aulas no Grupo Escolar.

A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘progresso dos franceses em Neuville’.

1930 – Surge em São Bernardo um grêmio fascista organizado por partidários da política de Mussolini. Alguns moradores da colônia italiana, cujos nomes figuram no manifesto da sociedade, dela se desligaram por declaração pública feita nos jornais locais, ‘Folha do Povo’ e ‘O Democrata’.

Momento político. Do noticiário do Estadão, críticas ao manifesto comunista assinado por Luiz Carlos Prestes.

1955 – Prossegue a Semana Eucarística da Diocese de Santo André, preparatória ao 36º Congresso Eucarístico Internacional (Rio, julho 1955).

Dom Jorge Marcos de Oliveira, bispo diocesano, celebra missa festiva.
Padres Fernando Sperzagni, vigário de Ribeirão Pires, e Ezio Gislimberti, vigário da Sagrada Família, São Caetano, defendem teses a serem apresentadas no Rio de Janeiro.

1970 – Pela Copa do Mundo do México, segundo jogo do Brasil rumo ao tricampeonato: 1 a 0 frente à Inglaterra, gol de Jairzinho.

1975 – Seleção Brasileira de Basquete Feminino convoca 15 jogadoras do Grande ABC.
Técnicos: Valdir Pagan Peres (Fundação) e Paulo Albano dos Santos (Pirelli).
Fundação: Norminha, Delci, Elza, Tereza, Regina, Vania e Irene.
Pirelli: Nilza, Odila, Arilza, Tereza e Lais.
Villares: Telma, Cristina e Narcisa.

Santos do dia

Santana Guia. Século 17. Barro cozido e policromado. Proveniente da Igreja Matriz de Santana de Parnaiba.
Imagem faz parte da exposição “Barro Paulista: a tradição bandeirante do imaginário em barro cozido”. Em cartaz no Museu de Arte Sacra, Capital (Avenida Tiradentes, 676, bairro da Luz). Curador: Dalton Sala

Ana de São Bartolomeu
Antonio Gianelli
Pedro de Córdova

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;