Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Retorno da Sabesp impulsiona Lauro

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito de Diadema se escora em obras da
autarquia após um ano de volta das atividades


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

31/05/2015 | 07:00


A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) completou um ano do retorno de atuação em Diadema e se transformou na principal executora de obras na cidade governada pelo prefeito Lauro Michels (PV). A dependência de serviços da autarquia estadual é tão grande que o governo verde trata o acordo que entrou em vigor em 31 de março de 2014 como um dos principais legados para os próximos anos.

Lauro herdou a Prefeitura com dívida de R$ 1,2 bilhão entre a Saned e a Sabesp em seu colo, prestes a ser executada – ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) seria sequestrado, diretamente na fonte, para pagamento do valor, o que tenderia a quebrar o município. Sem saída, o verde vendeu a Saned (Companhia de Saneamento Básico de Diadema), criada nos anos 1990 pelo PT, à Sabesp. O passivo se acumulou por rompimento de contrato de maneira unilateral no passado e por discordância no valor da tarifa do metro cúbico de água comprada da empresa paulista.

O contrato previa, além da quitação total do débito, investimento maciço em coleta e tratamento de esgoto e reformulação das tubulações de água. A Sabesp se comprometeu a investir, de uma só vez, R$ 95 milhões e a incluir a cidade no plano de aporte da autarquia. Não só cumpriu o prazo como virou a grande vitrine de intervenções da gestão Lauro, que pega carona dos trabalhos da companhia estadual.

Obras de grandes proporções foram executadas: ligação de água no loteamento do Sítio Joaninha, construção de reservatórios no Jardim Inamar e ligação de esgoto para rede da ETE (Estação de Tratamento de Esgotos) ABC. Segundo a Sabesp, R$ 159 milhões serão aplicados exclusivamente no município: R$ 111,6 milhões até 2020 e R$ 47,2 milhões de 2021 a 2042. Recursos à parte dos R$ 95 milhões acertados com a Prefeitura de Diadema.

“É o grande legado que vamos deixar, essa parte financeira equacionada. Era dívida impagável. (A parceria) Deu fôlego (à administração)”, argumentou o secretário de Finanças, Francisco José Rocha (PSDB).

O próximo passo é a criação de empresa que vai autorizar a transferência de 229 funcionários da extinta Saned à Sabesp. A companhia entra em funcionamento nesta semana.
Parte do PT ainda lamenta a perda da Saned. Durante o governo de Mário Reali (PT), chegou-se a assinar acordo de divisão de atribuições no abatimento de dívida. A venda da Saned foi aprovada com grande tumulto pela Câmara.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Retorno da Sabesp impulsiona Lauro

Prefeito de Diadema se escora em obras da
autarquia após um ano de volta das atividades

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

31/05/2015 | 07:00


A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) completou um ano do retorno de atuação em Diadema e se transformou na principal executora de obras na cidade governada pelo prefeito Lauro Michels (PV). A dependência de serviços da autarquia estadual é tão grande que o governo verde trata o acordo que entrou em vigor em 31 de março de 2014 como um dos principais legados para os próximos anos.

Lauro herdou a Prefeitura com dívida de R$ 1,2 bilhão entre a Saned e a Sabesp em seu colo, prestes a ser executada – ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) seria sequestrado, diretamente na fonte, para pagamento do valor, o que tenderia a quebrar o município. Sem saída, o verde vendeu a Saned (Companhia de Saneamento Básico de Diadema), criada nos anos 1990 pelo PT, à Sabesp. O passivo se acumulou por rompimento de contrato de maneira unilateral no passado e por discordância no valor da tarifa do metro cúbico de água comprada da empresa paulista.

O contrato previa, além da quitação total do débito, investimento maciço em coleta e tratamento de esgoto e reformulação das tubulações de água. A Sabesp se comprometeu a investir, de uma só vez, R$ 95 milhões e a incluir a cidade no plano de aporte da autarquia. Não só cumpriu o prazo como virou a grande vitrine de intervenções da gestão Lauro, que pega carona dos trabalhos da companhia estadual.

Obras de grandes proporções foram executadas: ligação de água no loteamento do Sítio Joaninha, construção de reservatórios no Jardim Inamar e ligação de esgoto para rede da ETE (Estação de Tratamento de Esgotos) ABC. Segundo a Sabesp, R$ 159 milhões serão aplicados exclusivamente no município: R$ 111,6 milhões até 2020 e R$ 47,2 milhões de 2021 a 2042. Recursos à parte dos R$ 95 milhões acertados com a Prefeitura de Diadema.

“É o grande legado que vamos deixar, essa parte financeira equacionada. Era dívida impagável. (A parceria) Deu fôlego (à administração)”, argumentou o secretário de Finanças, Francisco José Rocha (PSDB).

O próximo passo é a criação de empresa que vai autorizar a transferência de 229 funcionários da extinta Saned à Sabesp. A companhia entra em funcionamento nesta semana.
Parte do PT ainda lamenta a perda da Saned. Durante o governo de Mário Reali (PT), chegou-se a assinar acordo de divisão de atribuições no abatimento de dívida. A venda da Saned foi aprovada com grande tumulto pela Câmara.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;