Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mercedes reabriu PDV só ontem para o grupo de pessoas em lay-off


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

30/05/2015 | 07:00


A Mercedes-Benz atendeu a reivindicação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e reabriu, apenas ontem, o PDV (Programa de Demissão Voluntária) para o grupo de 715 funcionários em lay-off.

O pacote de benefícios para os suspensos que aceitaram sair era no valor fixo de R$ 55 mil, independentemente do tempo de casa (mais as verbas rescisórias). Estende-se tanto para os 500 que a montadora anunciou que faria a rescisão contratual na segunda-feira, dia 1º de junho – eles receberam carta para irem ao departamento de Recursos Humanos até ontem, mas o sindicato os orientou a não comparecerem – quanto para os outros 215 que têm estabilidade e que voltariam da suspensão só dia 30 de setembro.

Parte dos trabalhadores que estavam em lay-off sentiu que havia pouca disposição da montadora em voltar atrás na decisão de fazer os cortes, e que a empresa já havia manifestado que há mais 1.750 excedentes na fábrica e decidiu pedir o desligamento. Em abril, a companhia lançou pacote (encerrado em 15 de maio) que dava também a possibilidade de trabalhadores em atividade na fábrica a aderirem ao PDV, e oferecia meio salário nominal por ano trabalhado, chegando ao teto de R$ 65 mil.

Os afastados que não optarem pela adesão ao programa de demissão devem acampar a partir de segunda-feira nas proximidades da montadora, para manter a mobilização contra as rescisões.

Também na segunda, todos os 7.000 funcionários da área produtiva da empresa em São Bernardo entram férias coletivas por 15 dias. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mercedes reabriu PDV só ontem para o grupo de pessoas em lay-off

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

30/05/2015 | 07:00


A Mercedes-Benz atendeu a reivindicação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e reabriu, apenas ontem, o PDV (Programa de Demissão Voluntária) para o grupo de 715 funcionários em lay-off.

O pacote de benefícios para os suspensos que aceitaram sair era no valor fixo de R$ 55 mil, independentemente do tempo de casa (mais as verbas rescisórias). Estende-se tanto para os 500 que a montadora anunciou que faria a rescisão contratual na segunda-feira, dia 1º de junho – eles receberam carta para irem ao departamento de Recursos Humanos até ontem, mas o sindicato os orientou a não comparecerem – quanto para os outros 215 que têm estabilidade e que voltariam da suspensão só dia 30 de setembro.

Parte dos trabalhadores que estavam em lay-off sentiu que havia pouca disposição da montadora em voltar atrás na decisão de fazer os cortes, e que a empresa já havia manifestado que há mais 1.750 excedentes na fábrica e decidiu pedir o desligamento. Em abril, a companhia lançou pacote (encerrado em 15 de maio) que dava também a possibilidade de trabalhadores em atividade na fábrica a aderirem ao PDV, e oferecia meio salário nominal por ano trabalhado, chegando ao teto de R$ 65 mil.

Os afastados que não optarem pela adesão ao programa de demissão devem acampar a partir de segunda-feira nas proximidades da montadora, para manter a mobilização contra as rescisões.

Também na segunda, todos os 7.000 funcionários da área produtiva da empresa em São Bernardo entram férias coletivas por 15 dias. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;