Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Por que temos pesadelos?

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Os sonhos ruins levam em conta coisas que vemos e ouvimos ao longo dos dias


Bruna Almeida

31/05/2015 | 07:00


O pesadelo é um sonho ruim e amedrontador. Todas as pessoas sonham. No entanto, os sonhos ruins são mais comuns em menores de 7 anos, pois é parte do desenvolvimento. Pesadelos frequentes podem refletir estresse do dia, como brigas, conflitos, problemas psicológicos, entre outras situações que possam incomodar a pessoa. Ter pesadelos, às vezes, é normal, mas se o problema for frequente, é importante procurar um especialista para controlar a situação.

Os sonhos nos seres humanos têm, principalmente, componentes visuais e auditivos, ou seja, coisas que vemos e ouvimos. Os pesadelos seguem o mesmo padrão. Conteúdos repetitivos podem indicar um fator de estresse do dia. Por exemplo, ao sonhar com um cachorro bravo, pode significar que a pessoa teve uma experiência negativa com cão.

Cada faixa etária tem um horário apropriado para dormir. É importante que o sono seja contínuo, noturno, confortável, calmo, silencioso e em ambiente escuro.

O momento de descanso possui alguns distúrbios. Entre eles estão a insônia (dificuldade em pegar no sono e despertar várias vezes durante a noite), apneia (diminuição da respiração), narcolepsia (sonolência durante o dia), bruxismo (distúrbio de ranger ou apertar os dentes ao dormir), sonambulismo (falar, sentar ou andar quando dormimos) e síndrome das pernas inquietas (necessidade irresistível de mexer as pernas antes de dormir).

O sonho ruim também pode ser causado pela síndrome do estresse pós-traumático, no qual a pessoa evita circunstâncias que fazem lembrar o que aconteceu, casos de participações em guerras, sequestros ou assaltos. Isso pode refletir nas chamadas atitudes evasivas (medo de sair de casa) e em lembranças repetidas sobre o tema.

Consultoria de Gustavo Antônio Moreira, pediatra e pesquisador do 

Instituto do Sono, de São Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por que temos pesadelos?

Os sonhos ruins levam em conta coisas que vemos e ouvimos ao longo dos dias

Bruna Almeida

31/05/2015 | 07:00


O pesadelo é um sonho ruim e amedrontador. Todas as pessoas sonham. No entanto, os sonhos ruins são mais comuns em menores de 7 anos, pois é parte do desenvolvimento. Pesadelos frequentes podem refletir estresse do dia, como brigas, conflitos, problemas psicológicos, entre outras situações que possam incomodar a pessoa. Ter pesadelos, às vezes, é normal, mas se o problema for frequente, é importante procurar um especialista para controlar a situação.

Os sonhos nos seres humanos têm, principalmente, componentes visuais e auditivos, ou seja, coisas que vemos e ouvimos. Os pesadelos seguem o mesmo padrão. Conteúdos repetitivos podem indicar um fator de estresse do dia. Por exemplo, ao sonhar com um cachorro bravo, pode significar que a pessoa teve uma experiência negativa com cão.

Cada faixa etária tem um horário apropriado para dormir. É importante que o sono seja contínuo, noturno, confortável, calmo, silencioso e em ambiente escuro.

O momento de descanso possui alguns distúrbios. Entre eles estão a insônia (dificuldade em pegar no sono e despertar várias vezes durante a noite), apneia (diminuição da respiração), narcolepsia (sonolência durante o dia), bruxismo (distúrbio de ranger ou apertar os dentes ao dormir), sonambulismo (falar, sentar ou andar quando dormimos) e síndrome das pernas inquietas (necessidade irresistível de mexer as pernas antes de dormir).

O sonho ruim também pode ser causado pela síndrome do estresse pós-traumático, no qual a pessoa evita circunstâncias que fazem lembrar o que aconteceu, casos de participações em guerras, sequestros ou assaltos. Isso pode refletir nas chamadas atitudes evasivas (medo de sair de casa) e em lembranças repetidas sobre o tema.

Consultoria de Gustavo Antônio Moreira, pediatra e pesquisador do 

Instituto do Sono, de São Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;