Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Grêmio faz proposta e fica perto de ter Ronaldinho


Do Diário do Grande ABC

23/12/2010 | 07:13


Nem Palmeiras e muito menos Fluminense. Se Ronaldinho Gaúcho voltar a jogar no futebol brasileiro o destino do craque deve ser o Grêmio, clube que o revelou. Segundo a diretoria gaúcha, está tudo certo com o jogador e só falta a liberação do Milan para que a contratação possa ser anunciada de forma oficial.

A proposta financeira do Grêmio, apresentada ao empresário e irmão do jogador, Assis, prevê pagamento de R$ 300 mil de salário, além de complemento vindo de patrocinadores, o que não comprometeria as finanças do clube. O time gaúcho, inclusive, apresentou garantias que irá conseguir cumprir o combinado.

Com a proposta em mãos, Assis tem viagem marcada para a Itália com objetivo de convencer os dirigentes do Milan a liberá-lo. "Estamos muito próximos desse acerto, mas ele ainda não aconteceu. A negociação será concluída apenas quando assinarmos o contrato", declarou o vice-presidente do Grêmio, Ricardo Vontobel.

Para o dirigente, no entanto, a contratação é questão de tempo. "As duas partes precisam ter segurança no negócio. O Assis precisa ver que o projeto é viável financeiramente, que o jogador vai receber tudo que estamos prometendo. E o Grêmio precisa assegurar que não comprometerá as outras demandas do clube. Ambos precisam do conforto de que existe a viabilidade. O assunto está bem encaminhado, mas ainda não concluído", explica Vontobel.

Ronaldinho Gaúcho tem contrato com o Milan até junho e seu salário é de R$ 800 mil. "As únicas pessoas que podem conseguir a liberação é o próprio ou o Assis. O Grêmio não tem como interferir. Fizemos nossa parte, agora dependemos da decisão do Milan para poder contar com o meia", finalizou Vontobel.

Por enquanto, o jogador foi liberado para passar as festas de fim de ano no Brasil. Sua viagem de volta à Itália está marcada para a primeira semana de janeiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grêmio faz proposta e fica perto de ter Ronaldinho

Do Diário do Grande ABC

23/12/2010 | 07:13


Nem Palmeiras e muito menos Fluminense. Se Ronaldinho Gaúcho voltar a jogar no futebol brasileiro o destino do craque deve ser o Grêmio, clube que o revelou. Segundo a diretoria gaúcha, está tudo certo com o jogador e só falta a liberação do Milan para que a contratação possa ser anunciada de forma oficial.

A proposta financeira do Grêmio, apresentada ao empresário e irmão do jogador, Assis, prevê pagamento de R$ 300 mil de salário, além de complemento vindo de patrocinadores, o que não comprometeria as finanças do clube. O time gaúcho, inclusive, apresentou garantias que irá conseguir cumprir o combinado.

Com a proposta em mãos, Assis tem viagem marcada para a Itália com objetivo de convencer os dirigentes do Milan a liberá-lo. "Estamos muito próximos desse acerto, mas ele ainda não aconteceu. A negociação será concluída apenas quando assinarmos o contrato", declarou o vice-presidente do Grêmio, Ricardo Vontobel.

Para o dirigente, no entanto, a contratação é questão de tempo. "As duas partes precisam ter segurança no negócio. O Assis precisa ver que o projeto é viável financeiramente, que o jogador vai receber tudo que estamos prometendo. E o Grêmio precisa assegurar que não comprometerá as outras demandas do clube. Ambos precisam do conforto de que existe a viabilidade. O assunto está bem encaminhado, mas ainda não concluído", explica Vontobel.

Ronaldinho Gaúcho tem contrato com o Milan até junho e seu salário é de R$ 800 mil. "As únicas pessoas que podem conseguir a liberação é o próprio ou o Assis. O Grêmio não tem como interferir. Fizemos nossa parte, agora dependemos da decisão do Milan para poder contar com o meia", finalizou Vontobel.

Por enquanto, o jogador foi liberado para passar as festas de fim de ano no Brasil. Sua viagem de volta à Itália está marcada para a primeira semana de janeiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;