Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Chico em Santo André: e que histórias!

Semana passada, de passagem, escrevemos que Chico Buarque fez um único show na região


Ademir Medici

27/05/2015 | 07:00


Glossário

Primeiro de Maio – O ginásio que ficava no espaço da antiga Caverna da Oliveira Lima.

Ocara – Ele mesmo, do rancho hoje escola de samba.

Ítalo-Brasileira – A Sociedade Italiana cuja sede ficava no começo da Rua Senador Flaquer, junto ao Largo da Estátua.

Ausa – Associação dos Universitários de Santo André.

Valdir Pires – Jornalista especializado em rádio, TV, discos. Trabalhou no News Seller, Diário e jornais de São Paulo. Possuia uma seção chamada Caixa de Música. Foi assessor de imprensa de gravadoras. E escrevia uma coluna de variedades no antigo Notícias Populares que era assinada pelo Abelardo Barbosa, ele mesmo, o Chacrinha da TV.

Semana passada, de passagem, escrevemos que Chico Buarque fez um único show na região, no ginásio antigo do Primeiro de Maio FC, em plena Rua Coronel Oliveira Lima. Não é verdade. Só o Tidinho – Euclydes Rocco Jr, arquiteto andreense hoje residente em São Paulo – trouxe o iniciante Chico várias vezes à cidade, fato por nós desconhecido.

No bloco que se segue, a fala de Tidinho e a repercussão entre seus amigos andreenses: José Bueno Lima, Teresa do Spazio Italiano, Dagoberto Drago e Eduardo Dell’Antonia.

Tenho um colega que toca violão pra chuchu

Tidinho – Na época, éramos contemporâneos na Faculdade de Arquitetura. Eu trouxe o Chico para se apresentar em Santo André três vezes:

- A primeira, na produção quinzenal ‘Ocara Show Graça’.

- Depois, em um show num clube de automobilistas, que ocupava um imóvel na Rua Cesário Mota, ao lado da então sede do Panelinha.

- E pela terceira vez num show apresentado nas instalações da Sociedade Cultural Ítalo-Brasileira, na Rua Senador Flaquer, que se intitulou Ausamba, organizado pela Ausa (Associação dos Universitários de Santo André).

- Essa apresentação a que a Memória se refere, no clube Primeiro de Maio, foi promovida por meu primo, Sérgio Dante Ballarini.

José Bueno Lima – Esse clube de automobilistas (Tigre, se não me engano) a que se refere o Tide, pertencia a um judeu cujo apelido, entre outros, era Chuim, filho da dona da Sorveteria Européia (saudade!), na Coronel Oliveira Lima.

Tidinho – Sim, Lima, o Tigre. Lembrei depois.

Teresa – O nome completo era Tigre Moto Clube. O coquetel da minha formatura do curso normal foi lá.

Drago – O Tigre Moto Clube ocupou parte do espaço que era do Bar Balderi. O seu interior era todo decorado com motivos safari. Contava com um belo espelho d’água recheado de carpas. O seu ‘dono’ também tinha o apelido de Zebu.

Lembro-me dele disputando uma corrida de karts na Praça 4º Centenário da qual participaram também os irmãos Fittipaldi. Que espetáculo!

Dell’Antonia – (quando trouxe o Chico Buarque), o Euclydes fez o seguinte chamado: “Olha só, pessoal, tenho um colega (da FAU) que toca violão pra chuchu. Ele virá para Santo André se apresentar na Ausa. Não perdi o programa.

Teresa – Que bárbaro! Essas histórias são uma riqueza.

Tidinho – O Chico ainda não era conhecido quando veio a Santo André cantar no Tigre Moto Clube. Nesse show se apresentaram também Claudete Soares, Maricene Costa e Taiguara.

Quando o Chico voltou a se apresentar em outra promoção da Ausa, o Vamos Ausasamba, na Ítalo, Valdir Pires publicou matéria no News Seller, com foto do Chico. Era 1965. Aí, sim, ele era mais conhecido.

O Ocara Clube prestou ao Chico uma homenagem ainda em 1965, com um almoço na Churrascaria São João, do qual participou o Fausto Polesi. À noite ele se apresentou no Ocara Show Graça. Enquanto ele cantava, Luiz Antonio Vallandro Keatting, nosso colega na FAU, fazia desenhos alusivos às letras das músicas. Vallandro tem painéis artísticos no Memorial da América Latina e no Teatro do Ibirapuera, obras do Niemeyer.

Sobre o produtor do show do Chico no Primeiro de Maio, Sérgio Dante Ballarini, ele hoje mora em Peruíbe.

Rita Zincaglia

Associação dos Funcionários Públicos de São Bernardo inaugura hoje, às 19h, o Espaço Rita Angela Zincaglia, em homenagem à secretária eterna do município.

Da sala farão parte os retratos de todos os presidentes da Associação.

Diário há 30 anos

Domingo, 26 de maio de 1985 – ano 28, nº 5835

Grande ABC – Estudo de linhas de trólebus em 20 dias.

Editorial – Novela dos trólebus chega a final feliz

Política – O candidato Jânio Quadros já esquematiza o seu governo. Nelson Tucci entrevista o candidato à prefeitura de São Paulo no Guarujá, com fotos de Reinaldo Martins.

Corredor Polonês – Moradores assumem conservação das ruas. Reportagem: Ivone Santana.

Em 27 de maio de...

1915 – A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘350 reservistas italianos residentes em São Paulo embarcam no navio Duca di Genova, em Santos, com destino à Itália. O vapor zarpa sem carga, apenas com soldados, inclusive em seus porões, acolchoados a fim de receber os voluntários’.

1930 – Alunos e professores do Grupo Escolar de Santo André promovem subscrição para auxiliar o Asilo Santa Terezinha, em Carapicuíba. Levantam 700 mil réis.

Engenharia da Prefeitura de Santo André inicia estudos para construção da nova estrada de rodagem entre a sede do município e Paranapiacaba.

Hoje

- Dia do Profissional Liberal

Santos do dia

- Ex-voto. Século 19. Óleo sobre madeira. Proveniente da capela da Fazenda São Matias (ou da Feiticeira) de Ilha Bela.

Quadro faz parte da exposição Barro Paulista: a tradição bandeirante do imaginário em barro cozido. Em cartaz no Museu de Arte Sacra, Capital (Avenida Tiradentes, 676, bairro da Luz).

Graça alcançada

Depoimento: Dalton Sala

- O voto se refere a uma graça concedida.

São vários os exemplos encontrados na Sala de Milagres da Basílica da Aparecida. É o cumprimento de uma promessa feita por alguém que se salvou de um naufrágio, e chegou ao porto seguro, por exemplo.

A pessoa atendida costumava descrever a história da sua graça junto ao objeto deixado na igreja. Dos casos aqui mostrados temos a transcrição de todas as histórias.

- Breno de Wurzburg

- Agostinho de Cantuária

- Melângela

- Ranulfo 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;