Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Padre Carlito deixa a Vila Baeta. Voltará?

A comunidade de Vila Baeta Neves, em São Bernardo, está triste...


Ademir Medici

17/05/2015 | 07:00


A comunidade de Vila Baeta Neves, em São Bernardo, está triste. O seu pároco não está mais no bairro. Padre Carlito Dal’Agnese, obediente às ordens do bispo, dom Nelson Westrupp, saiu. Refugiou-se em sua chácara, no Riacho Grande. Ali aguarda a marcha dos acontecimentos, sem esconder o desejo de voltar ao bairro que o acolheu, 30 anos atrás.

No lugar do velho padre que caminha para os 80 anos de idade e 50 de sacerdócio, assumirá hoje, às 9h, o padre Jadeilson José da Silva, que já atuava na Vila Baeta, como auxiliar do padre Carlito. Não se sabe se o bispo estará presente. É certo que padre Carlito não virá.

Em março, quando entrevistamos padre Carlito, ele declarou que ao deixar o posto de pároco não retornaria ao Sul, onde nasceu. Por sua vontade, permaneceria na Vila Baeta, atuando como simples padre, auxiliar de quem viesse para substituí-lo. Até um apartamento foi construído para este fim.

Conversamos longamente com padre Carlito na sexta-feira à noite. Ele não admite, mas está triste. Chegou a dizer: “é preferível morrer bem a viver mal”. Aos que o procuram em Riacho Grande, aconselha calma. “Tudo se arranjará”. Mas como seria bom o retorno, como planejava, deixa escapar.

AOS 75 ANOS

Em nota enviada à Memória, a Diocese informa que a saída de padre Carlito foi por ele próprio pedida, cinco anos atrás. Padre Carlito concorda, mas diz que o pedido ocorreu há quatro anos, quando completou 75 anos. Mera formalidade.

“É comum e faz parte das normas eclesiais da Igreja que o sacerdote, assim como o bispo, apresente o pedido de aposentadoria ao completar 75 anos. Dom Nelson Westrupp, scj, também apresentou tal pedido ao Vaticano, no dia 11 de setembro do ano passado, quando completou a idade limite”, informa a nota da Diocese.

Paroquianos tentaram um contato com o bispo. Um abaixo-assinado pedindo a permanência de padre Carlito percorre a paróquia. O jornalista Gabriel Arcanjo Nogueira, que frequenta a paróquia, redigiu uma notícia contundente historiando o caso.

“Claro que toda transição é traumática e podem ocorrer manifestações mais fortes por parte dos fiéis que mais sentem para si este tipo de perda, mas tudo poderia ser mais facilmente compreendido se os paroquianos mantivessem um diálogo com padre Carlito, que explicaria a eles a real situação”, diz a nota da Diocese.

Em outro trecho, diz a nota: ”Por decisão própria, padre Carlito decidiu que irá morar no Grande ABC e contribuirá de forma esporádica com os padres mais jovens que o chamarem, e de forma mais constante na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Santo André”.

Padre Carlito diz que a Paróquia Nossa Senhora das Graças de fato o convidou. Mas o convite que gostaria mesmo de receber é o de ser mantido na Vila Baeta.

ONTEM

Na mesma semana em que a saída de padre Carlito era confirmada, Memória recebia um conjunto de fotos inéditas descobertas pelo professor Mauricio Cecato, de São Bernardo. Entre elas, esta que publicamos hoje, do início da década de 1950.

O povo da Boa Viagem, em São Bernardo, fazia a festa do Corpo de Cristo. Verdadeira multidão. Vibrava a Igreja. E hoje, um velho padre comove uma comunidade com a saída da sua paróquia. Padre Fiorente morreu triste na sua Itália. Dizem que gostaria de ter continuado em São Bernardo. Padre Carlito, que foi batizado pelo padre Fiorente, tem o mesmo desejo.

Como a Igreja do Grande ABC encara a situação dos religiosos idosos? Fica a questão neste episódio nascido da velha e querida Vila Baeta.

Diário há 30 anos

Sexta-feira, 17 de maio de 1985 – ano 28, nº 5827

Manchete – Aumento de greve exige reforma de leis trabalhistas.

Feira da Fraternidade em Santo André – Lance do dia publicado por Claudete Reinhart: ‘A mercadoria da barraca da Bolívia que estava retida na alfândega por motivos burocráticos, finalmente foi liberada, para alegria de Emilio Calderón e sua equipe’.

Comunicação – Ney Marques Fontes é o novo presidente da CTBC (Companhia Telefônica da Borda do Campo). Substituí a Arno Traeger, que dirigiu a empresa nos últimos 12 anos.

Hoje

- Dia Mundial das Telecomunicações (ONU)

- Início da semana de orações pela unidade cristã

- Dia Mundial das Comunicações

Santos do dia

- Santana mestra. Século 19. Barro cozido e policromado. Proveniente de São Paulo.

Imagem faz parte da exposição Barro Paulista: a tradição bandeirante do imaginário em barro cozido. Em cartaz no Museu de Arte Sacra, Capital (Avenida Tiradentes, 676, bairro da Luz).

Imagens reunidas

Depoimento: Dalton Sala

Na virada do século 19 para o 20, as igrejas antigas começaram a cair e passaram a ser reformadas ou substituídas por novas. Caso da antiga Igreja da Sé, que foi derrubada e substituída pela atual catedral. Foi um processo que se deu em todo o Estado de São Paulo, em função do progresso proporcionado pelo cultivo do café, chegada dos imigrantes, melhoria da economia.

O arcebispo de São Paulo, dom Leopoldo Duarte e Silva, teve a ideia providencial de criar um museu. Havia o Arquivo da Cúria, que cuidava dos documentos. No arquivo criou-se um departamento para abrigar o museu. O funcionário do Arquivo, comendador Colê, foi encarregado de buscar essas peças nas igrejas que estavam sendo substituídas.

O museu da Cúria era mais um depósito do que propriamente um museu no sentido que damos hoje. Mas as peças ficaram guardadas lá. Foi providencial. Salvou-se muita coisa.

- Pascoal Bailão

- Basila

- Restituta

Em 17 de maio de...

1915 – A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘Um pedido do ministro do Brasil, Olintho de Magalhães, em defesa dos produtos nacionais’.

1955 – Queiroz Filho renuncia à sua candidatura a prefeito de São Paulo.

NOTA – Professor, presidente do PDC paulista, deputado federal, Queiroz Filho é nome da principal via pública de Vila Humaitá, em Santo André.

1975 – Diagnóstico da região metropolitana de São Paulo mostra graves deficiências:

- 45% das áreas de lotes e glebas estão livres. Isso significa que outros 10 milhões de habitantes poderiam instalar-se dentro da área atual da mancha urbana.

- 73% da população é malnutrida. Apresentam deficiências proteico calóricas, decorrentes do baixo nível de renda.

- 47% da população serve-se de água proveniente de poços rasos, em geral contaminados pela proximidade de fossas negras. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;