Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Por obras no Inamar, Netuno não disputará a Copa Paulista

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente Paulo Sirqueira dá prioridade à reforma e à ampliação do estádio para 2016


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

05/05/2015 | 07:00


Não será desta vez que o Água Santa disputará a Copa Paulista no segundo semestre. Na Primeira Divisão do futebol paulista, o Netuno manterá o que foi feito nas duas últimas temporadas, quando conseguiu seus acessos – se estruturar para começar bem o próximo ano. Antigamente, isso significava apenas que os atletas ficariam em atividade por clubes do Interior que fossem disputar a competição que dá vaga na Copa do Brasil e até mesmo em outros Estados para retornarem no ano seguinte. Em 2015, além disso, a equipe de Diadema dará atenção especial ao Estádio Inamar, que está sendo reformado e ampliado.

“O Água Santa não vai disputar a Copa Paulista. Vamos nos planejar para o ano que vem. Queremos um estádio para 10 mil lugares, aí possivelmente vamos disputar a competição. Por conta da reforma do Inamar, não vamos participar da Copa Paulista”, assegurou o presidente Paulo Sirqueira.

As reformas no estádio já estão a pleno vapor. No momento, está sendo construída a arquibancada lateral do lado oposto ao setor que já existe. Segundo funcionários da obra ouvidos pelo Diário, ela terá 110 metros, contra 70 metros da estrutura já existente no local.

Esta parte da obra deve demorar dois meses para ser concluída com a atual força humana – são aproximadamente 30 homens que trabalham cerca de nove horas diárias no local. Sobre o setor, serão feitas as tribunas de imprensa e os camarotes para autoridades e diretorias do Netuno e visitantes – serão mais dois meses de trabalho para deixar tudo pronto.

Só, então, as arquibancadas atrás dos gols começarão a ser construídas. Caso a obra que está em andamento não atrase, restarão quatro meses em 2015 para a conclusão total do estádio. Além disso, é necessário haver tempo hábil para que os laudos da polícia, dos bombeiros e de engenheiros sejam emitidos para que o local esteja regularizado junto à FPF (Federação Paulista de Futebol) e possa ser utilizado na Série A-1 do Estadual de 2016.

“Vamos ter algumas reuniões com a construtora. Mas o estádio tem que estar pronto para a gente participar da Série A-1”, garantiu Sirqueira. Como a Prefeitura concedeu o estádio ao Netuno, o custo é todo bancado pela equipe.

Além das obras estruturais, o gramado será ampliado e totalmente trocado – o atual tipo de grama, o esmeralda, será substituído pela espécie bermuda, segundo funcionários ouvidos pelo Diário.

Com isso, os vestiários e demais construções adjacentes, como o espaço destinado aos policiais, precisarão ser demolidos para dar lugar ao novo campo e à arquibancada.

A conclusão da reforma é de fundamental importância para o Água Santa em 2016. Domingo, após a partida em Rio Claro, o técnico Márcio Ribeiro colocou a reestruturação do estádio como um dos principais pontos a serem melhorados. Esse aspecto terá peso na sua negociação de renovação de contrato, o que deve acontecer em 15 dias.

“A primeira coisa é se estruturar. A diretoria sabe o que faz. É pensar na reestruturação fora do campo e dar uma condição boa para os atletas”, comentou o treinador, que deu sinais de que quer ficar, assim como o presidente Paulo Sirqueira também está interessado na permanência do comandante.

“O Márcio (Ribeiro) continua sendo o treinador, mas vamos sentar e discutir muita coisa. Série A-1 é outra realidade. Chegamos para ficar, não queremos bater e voltar. Vai ter que ser um trabalho mais consistente”, comentou o mandatário.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;