Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Jornalista colombiano é morto na fronteira com a Venezuela


Da AFP

29/04/2003 | 11:16


O jornalista colombiano Jaime Rengifo Jr. foi assassinado a tiros por pistoleiros nesta terça-feira de manhã na cidade caribenha de Maicao, fronteiriça com a Venezuela, informaram fontes policiais.

De acordo com essas fontes, Bravo foi morto a tiros por dois homens que o atacaram quando descansava em um hotel no centro de Maicao (a 1.125 km de Bogotá), no departamento de La Guajira. O assassinato ocorreu pouco depois das 5h45 locais (7h45 de Brasília), mas os motivos e os autores do crime são desconhecidos.

Rengifo dirigia o programa 'Jornalistas em ação', na emissora de rádio independente Olímpica e era diretor da revista El Guajiro. O assassinato do comunicador ocorreu horas depois da morte do também jornalista Guillermo Bravo Vega, que foi morto na noite passada na cidade de Neiva (Sudoeste).

Bravo foi atacado em sua casa por quatro homens armados, que chegaram em duas motos e fizeram vários disparos contra ele, segundo a polícia de Neiva. Candidato à prefeitura dessa cidade em 2000, Bravo ganhou o prêmio nacional de jornalismo quando trabalhava como chefe de redação do jornal econômico La República, de Bogotá.

Com 115 jornalistas assassinados nos últimos 14 anos, a Colômbia é o país mais perigoso do mundo para o exercício dessa profissão, de acordo com a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, sigla inglesa).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jornalista colombiano é morto na fronteira com a Venezuela

Da AFP

29/04/2003 | 11:16


O jornalista colombiano Jaime Rengifo Jr. foi assassinado a tiros por pistoleiros nesta terça-feira de manhã na cidade caribenha de Maicao, fronteiriça com a Venezuela, informaram fontes policiais.

De acordo com essas fontes, Bravo foi morto a tiros por dois homens que o atacaram quando descansava em um hotel no centro de Maicao (a 1.125 km de Bogotá), no departamento de La Guajira. O assassinato ocorreu pouco depois das 5h45 locais (7h45 de Brasília), mas os motivos e os autores do crime são desconhecidos.

Rengifo dirigia o programa 'Jornalistas em ação', na emissora de rádio independente Olímpica e era diretor da revista El Guajiro. O assassinato do comunicador ocorreu horas depois da morte do também jornalista Guillermo Bravo Vega, que foi morto na noite passada na cidade de Neiva (Sudoeste).

Bravo foi atacado em sua casa por quatro homens armados, que chegaram em duas motos e fizeram vários disparos contra ele, segundo a polícia de Neiva. Candidato à prefeitura dessa cidade em 2000, Bravo ganhou o prêmio nacional de jornalismo quando trabalhava como chefe de redação do jornal econômico La República, de Bogotá.

Com 115 jornalistas assassinados nos últimos 14 anos, a Colômbia é o país mais perigoso do mundo para o exercício dessa profissão, de acordo com a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, sigla inglesa).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;