Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Novos empréstimos na China somam 1,18 trilhão de yuans em março



14/04/2015 | 06:56


Os bancos chineses liberaram 1,18 trilhão de yuans (US$ 190 bilhões) em novos empréstimos em março, ante 1,02 trilhão de yuans em fevereiro e mais do que previam os economistas, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

A projeção de 12 economistas consultados pelo Wall Street Journal era de 1,07 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também totalizou 1,18 trilhão de yuans em março, ante 1,35 trilhão de yuans em fevereiro. No primeiro trimestre do ano, o financiamento total alcançou 4,61 trilhões de yuans, abaixo dos 5,60 trilhões de yuans verificados no mesmo período de 2014.

A base monetária da China (M2) teve aumento anual de 11,6% em março, após subir em ritmo mais forte em fevereiro, de 12,5%. Neste caso, a previsão dos economistas era de ganho de 12,4%.

No fim do trimestre, as reservas internacionais do gigante asiático somavam US$ 3,73 trilhões, ante US$ 3,84 trilhões no final de dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Novos empréstimos na China somam 1,18 trilhão de yuans em março


14/04/2015 | 06:56


Os bancos chineses liberaram 1,18 trilhão de yuans (US$ 190 bilhões) em novos empréstimos em março, ante 1,02 trilhão de yuans em fevereiro e mais do que previam os economistas, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

A projeção de 12 economistas consultados pelo Wall Street Journal era de 1,07 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também totalizou 1,18 trilhão de yuans em março, ante 1,35 trilhão de yuans em fevereiro. No primeiro trimestre do ano, o financiamento total alcançou 4,61 trilhões de yuans, abaixo dos 5,60 trilhões de yuans verificados no mesmo período de 2014.

A base monetária da China (M2) teve aumento anual de 11,6% em março, após subir em ritmo mais forte em fevereiro, de 12,5%. Neste caso, a previsão dos economistas era de ganho de 12,4%.

No fim do trimestre, as reservas internacionais do gigante asiático somavam US$ 3,73 trilhões, ante US$ 3,84 trilhões no final de dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;