Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Cebola lidera alta da cesta básica no Grande ABC

Ricardo Trida/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

De acordo com levantamento da Craisa, item dispara, com reajuste de 24% em março


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

03/04/2015 | 07:03


Dois ingredientes que compõem a bacalhoada, a cebola e os ovos, estão mais caros. Pesquisa da cesta básica na região realizada pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) revelou que, na média de março, houve crescimento de preços, respectivamente, de 24,7% e de 23,4%, nesses dois itens.

A cebola, que começou o ano custando em torno de R$ 2,50, já está quase R$ 4 o quilo (mais exatamente R$ 3,78). Segundo o supervisor de abastecimento da Craisa, Nicácio Leão da Costa, o produto brasileiro, que vem do Sul do País sofreu com a estiagem e com a safra pequena e, agora, o mercado nacional é abastecido com o bulbo vindo da Argentina. Com isso, o custo do frete eleva os preços.

Em relação aos ovos, historicamente os preços praticados sobem nesta época do ano. Em 2015, a maior justificativa foi o custo do milho, principal insumo para as granjas. A dúzia subiu de R$ 4, em média, para R$ 5,50.

O tomate, outro ingrediente da bacalhoada, também teve alta, embora em ritmo menor (3,18%). Atualmente, está custando R$ 5,17 o quilo.

Na composição do prato típico da Semana Santa, por sua vez, a batata ficou ligeiramente mais em conta. Recuou 4,71%, passando a custar R$ 3,41 o quilo.

VARIAÇÃO - Na média, o custo da cesta básica ficou praticamente estável em março, com alta de apenas 0,47%. Isso significou elevação de R$ 2,20 para os consumidores. que pagam agora R$ 468,97. Esse valor representa o gasto mensal necessário de família de quatro pessoas (dois adultos e duas crianças) com conjunto de 34 itens de primeira necessidade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cebola lidera alta da cesta básica no Grande ABC

De acordo com levantamento da Craisa, item dispara, com reajuste de 24% em março

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

03/04/2015 | 07:03


Dois ingredientes que compõem a bacalhoada, a cebola e os ovos, estão mais caros. Pesquisa da cesta básica na região realizada pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) revelou que, na média de março, houve crescimento de preços, respectivamente, de 24,7% e de 23,4%, nesses dois itens.

A cebola, que começou o ano custando em torno de R$ 2,50, já está quase R$ 4 o quilo (mais exatamente R$ 3,78). Segundo o supervisor de abastecimento da Craisa, Nicácio Leão da Costa, o produto brasileiro, que vem do Sul do País sofreu com a estiagem e com a safra pequena e, agora, o mercado nacional é abastecido com o bulbo vindo da Argentina. Com isso, o custo do frete eleva os preços.

Em relação aos ovos, historicamente os preços praticados sobem nesta época do ano. Em 2015, a maior justificativa foi o custo do milho, principal insumo para as granjas. A dúzia subiu de R$ 4, em média, para R$ 5,50.

O tomate, outro ingrediente da bacalhoada, também teve alta, embora em ritmo menor (3,18%). Atualmente, está custando R$ 5,17 o quilo.

Na composição do prato típico da Semana Santa, por sua vez, a batata ficou ligeiramente mais em conta. Recuou 4,71%, passando a custar R$ 3,41 o quilo.

VARIAÇÃO - Na média, o custo da cesta básica ficou praticamente estável em março, com alta de apenas 0,47%. Isso significou elevação de R$ 2,20 para os consumidores. que pagam agora R$ 468,97. Esse valor representa o gasto mensal necessário de família de quatro pessoas (dois adultos e duas crianças) com conjunto de 34 itens de primeira necessidade. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;