Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tricolor perde e se complica para sequência da Libertadores

AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Time de Muricy foi derrotado pelo San Lorenzo, que chegou a seis pontos no Grupo 2


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

02/04/2015 | 07:00


 O São Paulo perdeu por 1 a 0 para o San Lorenzo, ontem, na Argentina, e está em situação delicada na Libertadores. Isso porque o time do papa chegou aos mesmos seis pontos do Tricolor, que está à frente pelo saldo de gols (2 a 0). O problema é que as duas equipes enfrentam Danubio e Corinthians, e o Timão pode ser o fiel da balança, já que ambos devem vencer os uruguaios, já eliminados. Ou seja, os são-paulinos dependeriam dos corintianos para avançar no Grupo 2.

O duelo começou 18 minutos além do horário previsto por conta de um protesto que fez o São Paulo chegar atrasado ao estádio, postergando a preparação da equipe brasileira.

E isso parece ter esfriado o San Lorenzo, que não conseguiu, em nenhum momento, se impor como atual campeão da Libertadores e líder do Campeonato Argentino, que precisava da vitória para seguir com boas chances de avançar às oitavas.

A única válvula de escape era o lateral Buffarini, que investia pelo lado direito e dava trabalho a Reinaldo. Por vezes, Mussis também aparecia pelo setor, obrigando Ganso a ajudar na marcação, sacrificando, assim, sua capacidade de criação.

Apesar do domínio na posse de bola, o San Lorenzo também não ofereceu perigo. Rogério Ceni fez uma defesa fácil aos 49 minutos, na única finalização certa durante toda a etapa.

Já o segundo tempo ganhou em emoção. O San Lorenzo saía mais, assim como o São Paulo, que, com a entrada de Centurión, passou a oferecer perigo. Mas se o camisa 20 aparecia, Cauteruccio também entrou bem. E desequilibrou. Aos 25 minutos, o camisa 9 aplicou um lindo chapéu em Rafael Toloi e, na frente de Rogério Ceni, soltou a bomba: 1 a 0.

Depois, o Tricolor ainda martelou, mas não conseguiu chegar ao empate, que deixaria o clube em situação mais confortável na competição.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;