Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Argentina e FMI devem firmar acordo em poucas semanas


Do Diário do Grande ABC

10/01/2000 | 13:03


O ministro da Economia da Argentina, José Luis Machinea, afirmou que o país deverá confirmar "em poucas semanas" um novo acordo com o Fundo Monetário Internacional, segundo publicou o jornal Clarín.

O acordo envolveria a ampliaçao da linha de empréstimo ao país para US$ 5 bilhoes, dos US$ 2,8 bilhoes atuais.

O pacto teria a duraçao de três anos e representaria o fim dos termos firmados com o governo anterior, que nao foram cumpridos.

Após concluir ontem, em Washington, uma série de reunioes com uma missao de técnicos do Fundo, o ministro argentino classificou como "muito bons" os entendimentos com o órgao e assegurou que conta com a compreensao do Fundo sobre as novas propostas argentinas para o acordo.

O ministro viajou aos EUA acompanhado pelos secretários Mario Vicens (Fazenda) e Daniel Marx (Financiamento e Mercado de Capitais).

A proposta de Machinea é firmar um plano com duraçao prevista de três a nos, colocando um fim ao acordo em vigor. A proposta argentina visa conservar os direitos de desembolsos de US$ 1,4 bilhao que a Argentina tem as assegurados, vinculados ao acordo de facilidades estendidas firmado por Roque Fernández.

Machinea pretende estabelecer metas anuais. Em relaçao ao ano 2000, o compromisso seria manter o déficit de 4,500 bilhoes de pesos determinado pelo orçamento.

Além dos encontros com a missao do FMI, liderado pelo número dois do órgao, o vice-diretor gerente Stanley Fischer, Machinea e sua equipe também encontraram-se com o titular do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, Larry Summers, no qual o ministro argentino pediu para que o governo de Bill Clinton envie uma carta solicitando que o FMI aprove os termos do novo acordo. e



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Argentina e FMI devem firmar acordo em poucas semanas

Do Diário do Grande ABC

10/01/2000 | 13:03


O ministro da Economia da Argentina, José Luis Machinea, afirmou que o país deverá confirmar "em poucas semanas" um novo acordo com o Fundo Monetário Internacional, segundo publicou o jornal Clarín.

O acordo envolveria a ampliaçao da linha de empréstimo ao país para US$ 5 bilhoes, dos US$ 2,8 bilhoes atuais.

O pacto teria a duraçao de três anos e representaria o fim dos termos firmados com o governo anterior, que nao foram cumpridos.

Após concluir ontem, em Washington, uma série de reunioes com uma missao de técnicos do Fundo, o ministro argentino classificou como "muito bons" os entendimentos com o órgao e assegurou que conta com a compreensao do Fundo sobre as novas propostas argentinas para o acordo.

O ministro viajou aos EUA acompanhado pelos secretários Mario Vicens (Fazenda) e Daniel Marx (Financiamento e Mercado de Capitais).

A proposta de Machinea é firmar um plano com duraçao prevista de três a nos, colocando um fim ao acordo em vigor. A proposta argentina visa conservar os direitos de desembolsos de US$ 1,4 bilhao que a Argentina tem as assegurados, vinculados ao acordo de facilidades estendidas firmado por Roque Fernández.

Machinea pretende estabelecer metas anuais. Em relaçao ao ano 2000, o compromisso seria manter o déficit de 4,500 bilhoes de pesos determinado pelo orçamento.

Além dos encontros com a missao do FMI, liderado pelo número dois do órgao, o vice-diretor gerente Stanley Fischer, Machinea e sua equipe também encontraram-se com o titular do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, Larry Summers, no qual o ministro argentino pediu para que o governo de Bill Clinton envie uma carta solicitando que o FMI aprove os termos do novo acordo. e

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;