Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Balança comercial piora na pesquisa Focus



16/03/2015 | 09:24


As projeções do mercado financeiro para a balança comercial apresentaram piora tanto para 2015 quanto para 2016 no Relatório de Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira, 16, pelo Banco Central. A mediana das estimativas para o saldo comercial em 2015 caiu de um saldo positivo de US$ 4 bilhões, para US$ 3 bilhões - um mês antes essa previsão estava em US$ 5 bilhões. Para 2016, a mediana das projeções passou de um superávit de US$ 10,40 bilhões para US$ 10 bilhões. Um mês antes, a projeção mediana era de uma saldo positivo de US$ 12 bilhões.

No caso das previsões para a conta corrente, o mercado financeiro elevou suas previsões e a mediana para 2015 passou de um déficit de US$ 79,10 bilhões para US$ 79,50 bilhões de uma edição da Focus para a outra. Quatro semanas atrás estava em US$ 78,00 bilhões. Já para 2016, a perspectiva de saldo negativo ficou inalterada em US$ 70 bilhões agora. Um mês antes esse número estava em US$ 69,25 bilhões.

Para esses analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) será insuficiente para cobrir esse resultado deficitário em 2015 e também no ano que vem, já que a mediana das previsões para esse indicador recuou de US$ 60,00 bilhões para US$ 57,5 bilhões no caso de 2015 e mantida em US$ 58,50 bilhões no de 2016.

Câmbio

Depois da disparada do dólar frente ao real nos últimos dias, as previsões para o comportamento do câmbio neste e no próximo ano mostraram variações expressivas na Focus. Aqui, a mediana das estimativas para a moeda no encerramento de 2015 passou de R$ 2,95 para R$ 3,06. Quatro edições anteriores da Focus, a mediana estava em R$ 2,90. Com a elevação, a taxa média prevista para este ano subiu de R$ 2,88 para R$ 3,03 - um mês antes estava em R$ 2,81.

Já para 2016, a cotação final subiu de R$ 3,00 para R$ 3,11 de uma semana para outra - estava em R$ 2,93 quatro levantamentos antes. A taxa média para o ano que vem avançou de R$ 2,93 para R$ 3,06. Quatro semanas antes, a mediana estava em R$ 2,85.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;