Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Kuroda diz que combate à mentalidade deflacionária depende de melhora do mercado



27/02/2015 | 05:08


O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, afirmou nesta sexta-feira que os "fortes níveis de velocidade e impulso" do mercado financeiro japonês são necessários para combater a mentalidade deflacionária do país. Na quinta-feira, a Bolsa de Tóquio fechou no seu maior patamar em 15 anos e, para Kuroda, isso não significa que o mercado de ações esteja "superaquecido", embora tenha dito que está sempre atento a essa possibilidade.

Em discurso, o presidente do BoJ acrescentou que as medidas de relaxamento monetário adotadas no fim de outubro passado, que elevaram para 80 trilhões de ienes o volume anual de compra de ativos do banco central, acabaram com as dúvidas do mercado de que o BoJ poderia não estar combatendo a tendência deflacionária de forma séria.

"O BoJ não vai hesitar em tomar medidas adicionais para atingir a meta de inflação de 2,0% ao ano caso isso se mostre necessário", declarou. Em janeiro deste ano, o índice de preços ao consumidor do Japão desacelerou para alta de 0,2% na comparação anual, descontando os efeitos do aumento de imposto de abril do ano passado, ante avanço de 0,5% em dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;