Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Caminhões da Prefeitura de Diadema estão com placas corroídas


Evelize Pacheco
Do Diário do Grande ABC

12/05/2004 | 00:12


Dois caminhões da Prefeitura de Diadema estão circulando pela cidade com as placas corroídas. A reportagem do Diário flagrou na sexta-feira de manhã os veículos deixando a garagem da Secretaria de Obras, na avenida Ulisses Guimarães. Um dos caminhões, usado pela carpintaria, está com meia placa fixada na parte traseira e o outro, da sinalização de tráfego, está com a placa dianteira coberta pela ferrugem e sujeira, o que impede a visualização das letras e números. Pelo código de trânsito, o veículo que trafegar pelas ruas com problemas na a identificação deve ser apreendido e multado.

O vereador Alexandre Rodrigues, o professor Alexandre (PSDB), protocolou um pedido de investigação no MP (Ministério Público) sobre as placas danificadas no final de abril. “O promotor vai ouvir a Prefeitura sobre o caso e o prazo já está acabando”, explicou o vereador. Além da denúncia, o tucano pretende protocolar um pedido de CEI (Comissão Especial de Investigação) na Câmara para investigar o gerenciamento da frota de carros oficiais da administração.

A controladoria de frota da Prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, admitiu nesta terça que há diversos veículos na frota nessa situação e que está tomando providências junto ao Ciretran da cidade. De acordo com o setor, 284 carros já estão em processo de troca das placas, ainda sem prazo definido. “O setor está esperando o Ciretran notificar a chegada das placas para fazer essa troca”, esclareceu a assessoria de imprensa. Apesar das condições dos caminhões que contrariam a legislação de trânsito, a administração não tem conhecimento de multas sobre esses veículos, como no restante da frota.

O diretor do Ciretran, Antonio da Costa Pereira Neto, afirmou que a Prefeitura tem feito regularmente o processo de troca de placas, mas não detalhou o número efetivado até o momento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caminhões da Prefeitura de Diadema estão com placas corroídas

Evelize Pacheco
Do Diário do Grande ABC

12/05/2004 | 00:12


Dois caminhões da Prefeitura de Diadema estão circulando pela cidade com as placas corroídas. A reportagem do Diário flagrou na sexta-feira de manhã os veículos deixando a garagem da Secretaria de Obras, na avenida Ulisses Guimarães. Um dos caminhões, usado pela carpintaria, está com meia placa fixada na parte traseira e o outro, da sinalização de tráfego, está com a placa dianteira coberta pela ferrugem e sujeira, o que impede a visualização das letras e números. Pelo código de trânsito, o veículo que trafegar pelas ruas com problemas na a identificação deve ser apreendido e multado.

O vereador Alexandre Rodrigues, o professor Alexandre (PSDB), protocolou um pedido de investigação no MP (Ministério Público) sobre as placas danificadas no final de abril. “O promotor vai ouvir a Prefeitura sobre o caso e o prazo já está acabando”, explicou o vereador. Além da denúncia, o tucano pretende protocolar um pedido de CEI (Comissão Especial de Investigação) na Câmara para investigar o gerenciamento da frota de carros oficiais da administração.

A controladoria de frota da Prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, admitiu nesta terça que há diversos veículos na frota nessa situação e que está tomando providências junto ao Ciretran da cidade. De acordo com o setor, 284 carros já estão em processo de troca das placas, ainda sem prazo definido. “O setor está esperando o Ciretran notificar a chegada das placas para fazer essa troca”, esclareceu a assessoria de imprensa. Apesar das condições dos caminhões que contrariam a legislação de trânsito, a administração não tem conhecimento de multas sobre esses veículos, como no restante da frota.

O diretor do Ciretran, Antonio da Costa Pereira Neto, afirmou que a Prefeitura tem feito regularmente o processo de troca de placas, mas não detalhou o número efetivado até o momento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;