Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cadeirante da bateria celebra "acolhimento" da Tom Maior



14/02/2015 | 03:16


A cadeira de rodas e a falta de movimentos nas pernas não impediram o webdesigner Bruno Azevedo, de 24 anos, de integrar a bateria da Tom Maior. "Já toquei outras duas vezes por outras escolas, mas tive problemas de acolhimento. Na Tom Maior, sempre tive respeito e fui tratado com igualdade. Fico até emocionado", disse ele ao final do desfile.

Com enredo sobre a adrenalina, a Tom Maior busca em 2015 a superação depois que, no ano passado, o carro abre-alas quebrou antes de entrar na avenida.

Sem os percalços de 2014, a Tom Maior encerrou o desfile dentro do prazo, com 62 minutos, e muita comemoração. "Conseguimos atingir nossa proposta sem nenhum problema. Agora é esperar a avaliação dos jurados. Mas acho que o samba, a bateria e a evolução foram os pontos altos do desfile", disse a presidente da escola, Luciana Silva.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cadeirante da bateria celebra "acolhimento" da Tom Maior


14/02/2015 | 03:16


A cadeira de rodas e a falta de movimentos nas pernas não impediram o webdesigner Bruno Azevedo, de 24 anos, de integrar a bateria da Tom Maior. "Já toquei outras duas vezes por outras escolas, mas tive problemas de acolhimento. Na Tom Maior, sempre tive respeito e fui tratado com igualdade. Fico até emocionado", disse ele ao final do desfile.

Com enredo sobre a adrenalina, a Tom Maior busca em 2015 a superação depois que, no ano passado, o carro abre-alas quebrou antes de entrar na avenida.

Sem os percalços de 2014, a Tom Maior encerrou o desfile dentro do prazo, com 62 minutos, e muita comemoração. "Conseguimos atingir nossa proposta sem nenhum problema. Agora é esperar a avaliação dos jurados. Mas acho que o samba, a bateria e a evolução foram os pontos altos do desfile", disse a presidente da escola, Luciana Silva.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;