Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Jolie e Pitt passam o Natal com refugiados colombianos


Da AFP

26/12/2006 | 09:14


O casal de atores Angelina Jolie e Brad Pitt fez uma visita relâmpago na segunda-feira a San José para passar o Natal com refugiados colombianos, informou à AFP o representante do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), Josef Merkx.

Jolie, embaixadora da boa vontade do Acnur desde 2001, e Pitt desejavam uma visita discreta e sem a presença da imprensa, o que fez com que a organização só anunciasse a mesma depois que o casal tivesse deixado o país, destacou Merkx.

"O conflito na Colômbia é a maior tragédia humanitária do hemisfério ocidental, mas mesmo assim recebe pouca atenção internacional", disse a atriz, segundo um comunicado do Acnur.

"Minha mensagem de Natal para os refugiados colombianos e para as milhões de pessoas deslocadas na Colômbia é que o mundo não os esqueceu completamente", acrescentou a atriz.

"Foi triste ouvir tantas histórias negativas, que mostram a confusão que existe entre os refugiados, que são vítimas dos conflito e de elementos criminosos", afirmou Jolie, fazendo um apelo à tolerância e solidariedade para com os refugiados no mundo.

Jolie considerou "maravilhoso ter passado o Natal tanto com o povo costa-riquenho como com as famílias refugiadas colombianas".

O casal, chamado pela imprensa de Brangelina, distribuiu presentes aos jovens refugiados em San José, antes de uma reunião com autoridades do governo da Costa Rica.

"Em nome do Acnur, agradecemos ao governo e ao povo da Costa Rica por seu constante apoio a todas as vítimas da perseguição e do conflito", afirmou a atriz, ao se reunir com o ministro do Trabalho, Francisco Morales, assim como com o vice-ministro das Relações Exteriores, Edgar Ugalde, a vice-ministra do Interior, Ana Durán, e o diretor de Imigrações, Mario Zamora.

No total, 11.500 refugiados, dos quais aproximadamente 10.000 são colombianos, vivem nas grandes cidades da Costa Rica.

Cerca de três milhões de pessoas se viram obrigadas a deixar suas casas por causa do conflito armado na Colômbia e 500.000 fugiram para outros países da região, segundo o Acnur.

Em San José, Jolie e Pitt visitaram vários pequenos negócios estabelecidos por refugiados com o apoio do programa de microcrédito do Acnur e conversaram com jovens refugiados sobre os problemas que enfrentam.

Esta é a segunda visita que Jolie, como embaixadora, faz à região, depois que, em 2002, foi ao Equador também para encontrar-se refugiados colombianos.

Nos últimos cinco anos seu trabalho com o Acnur a levou a cerca de 25 países nos cinco continentes.

O Acnur é a agência da ONU que ajuda a proteger e resolver os problemas dos refugiados de todo o mundo e também tem mandato de proteção dos refugiados internos em vários países, particularmente a Colômbia. Atualmente, a Acnur ajuda aproximadamente 21 milhões de pessoas no planeta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jolie e Pitt passam o Natal com refugiados colombianos

Da AFP

26/12/2006 | 09:14


O casal de atores Angelina Jolie e Brad Pitt fez uma visita relâmpago na segunda-feira a San José para passar o Natal com refugiados colombianos, informou à AFP o representante do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), Josef Merkx.

Jolie, embaixadora da boa vontade do Acnur desde 2001, e Pitt desejavam uma visita discreta e sem a presença da imprensa, o que fez com que a organização só anunciasse a mesma depois que o casal tivesse deixado o país, destacou Merkx.

"O conflito na Colômbia é a maior tragédia humanitária do hemisfério ocidental, mas mesmo assim recebe pouca atenção internacional", disse a atriz, segundo um comunicado do Acnur.

"Minha mensagem de Natal para os refugiados colombianos e para as milhões de pessoas deslocadas na Colômbia é que o mundo não os esqueceu completamente", acrescentou a atriz.

"Foi triste ouvir tantas histórias negativas, que mostram a confusão que existe entre os refugiados, que são vítimas dos conflito e de elementos criminosos", afirmou Jolie, fazendo um apelo à tolerância e solidariedade para com os refugiados no mundo.

Jolie considerou "maravilhoso ter passado o Natal tanto com o povo costa-riquenho como com as famílias refugiadas colombianas".

O casal, chamado pela imprensa de Brangelina, distribuiu presentes aos jovens refugiados em San José, antes de uma reunião com autoridades do governo da Costa Rica.

"Em nome do Acnur, agradecemos ao governo e ao povo da Costa Rica por seu constante apoio a todas as vítimas da perseguição e do conflito", afirmou a atriz, ao se reunir com o ministro do Trabalho, Francisco Morales, assim como com o vice-ministro das Relações Exteriores, Edgar Ugalde, a vice-ministra do Interior, Ana Durán, e o diretor de Imigrações, Mario Zamora.

No total, 11.500 refugiados, dos quais aproximadamente 10.000 são colombianos, vivem nas grandes cidades da Costa Rica.

Cerca de três milhões de pessoas se viram obrigadas a deixar suas casas por causa do conflito armado na Colômbia e 500.000 fugiram para outros países da região, segundo o Acnur.

Em San José, Jolie e Pitt visitaram vários pequenos negócios estabelecidos por refugiados com o apoio do programa de microcrédito do Acnur e conversaram com jovens refugiados sobre os problemas que enfrentam.

Esta é a segunda visita que Jolie, como embaixadora, faz à região, depois que, em 2002, foi ao Equador também para encontrar-se refugiados colombianos.

Nos últimos cinco anos seu trabalho com o Acnur a levou a cerca de 25 países nos cinco continentes.

O Acnur é a agência da ONU que ajuda a proteger e resolver os problemas dos refugiados de todo o mundo e também tem mandato de proteção dos refugiados internos em vários países, particularmente a Colômbia. Atualmente, a Acnur ajuda aproximadamente 21 milhões de pessoas no planeta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;