Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Futuro de Maranhão ficará para nova executiva do PSDB

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Destino do prefeito de Rio Grande da Serra será decidido após convenções da sigla, em março


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

11/02/2015 | 07:00


O destino do prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, nas fileiras do PSDB ficará sob a tutela da próxima executiva estadual da legenda, que será eleita em março, após convenções partidárias. Isso porque não há prazo para novo julgamento do caso. O tucano chegou a ser suspenso por 90 dias, porém a direção recuou diante da pressão de filiados e cancelou o parecer.

O atual presidente do tucanato paulista, deputado federal Duarte Nogueira, acatou o pedido de vistas ao processo. Por outro lado, o dirigente evitou assegurar a legenda para o correligionário. “O prefeito sentiu que a conduta foi inadequada. Por termos adiado vamos encontrar qual o grau de punição ele pode receber.”

A situação de Maranhão na sigla tem dois cenários: o primeiro desfavorável em caso de eventual vitória de grupo liderado pelo deputado estadual Pedro Tobias, declarados contrários à continuidade. Em contrapartida, a cúpula ligada ao governador Geraldo Alckmin tem sinalizado postura favorável pela manutenção de Maranhão, indicando apenas sanção.

Esse posicionamento é compartilhado pelo deputado estadual Orlando Morando, que defendeu o prefeito durante a discussão, na segunda-feira. “Maranhão é bom quadro. Cabe punição, mas não expulsão. Não faria sentido.”

Manifestando vontade em permanecer no tucanato desde o princípio dos julgamentos de sua conduta, Maranhão resumiu seu desejo: “Estamos discutindo uma história e um fato. Espero que a minha história de identificação com o partido prevaleça”, argumentou. Na eleição do ano passado, ele declarou apoio à presidente Dilma Rousseff (PT) e ignorou o candidato tucano, senador Aécio Neves. O prefeito de Rio Grande passará por ‘entrevista’ até sexta-feira com colegiados de chefes do Executivo, que proporcionarão novo posicionamento.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;