Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ex-rei aceita ser premiê da Bulgária


Das Agências

12/07/2001 | 08:23


O ex-rei da Bulgária Simeão II, deposto em 1946, aceitou esta quinta-feira assumir o cargo de primeiro-ministro, um mês depois de ter sido vitorioso nas eleições legislativas, prometendo lutar contra a pobreza e a corrupção.

Simeão II, que teve de fugir de seu país depois da Segunda Guerra Mundial e que passou boa parte de sua vida na Espanha, onde se dedicava aos negócios, torna-se aos 64 anos o primeiro ex-monarca do Leste europeu a voltar ao poder.

"É uma tarefa extremamente difícil e complicada, mas com a boa vontade e a ajuda de todos, pensando somente no bem-estar do povo, espero poder realizar o que prometemos aos eleitores", declarou depois de um encontro com o presidente Petar Stoyanov.

O presidente Stoyanov anunciou que no domingo encarregará oficialmente Simeão da casa Saxônia-Coburgo-Gotha da formação de um governo.

Seu Movimento Nacional Simeão II (MNS II), fundado em abril, conseguiu 120 cadeiras das 240 do parlamento nas eleições de 17 de junho, prometendo elevar o nível de vida dos búlgaros, os mais pobres entre os candidatos à adesão à União Européia, e lutar contra a corrupção.

O governo deve ser empossado pelo parlamento no próximo dia 24. O MNS II fez uma aliança com o partido da minoria turca, que deve assim entrar pela primeira vez em um governo búlgaro.

Os adversários do rei, em particular o atual governo, qualificam de "populistas" suas promessas de aumentar todas as aposentadorias e os salários mais baixos e de conceder empréstimos sem juros aos pequenos empresários.

O Banco Mundial anunciou na semana passada que o novo governo disporia de um crédito de 50 milhões de dólares, reembolsáveis em 20 anos, para financiar os pequenos empresários e as municipalidades.

Simeão II, que nunca abdicou, voltou de visita à Bulgária pela primeira vez em 1996. No início deste ano, se instalou em um palácio em Vrania, um subúrbio de Sofia.

Simeão de Saxônia-Coburgo-Gotha tornou-se rei depois da morte de seu pai, em 1943, aos 6 anos de idade, em uma Bulgária aliada da Alemanha nazista.

Três anos depois, teve de fugir de seu país, ocupado pelas tropas soviéticas, quando um plebiscito aboliu a monarquia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;