Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Guerra da máfia faz primeira vítima de 2005 em Nápoles


Da AFP

02/01/2005 | 20:22


A guerra das famílias da máfia de Nápoles (sul) não tem trégua e já fez sua primeira vítima de 2005 neste domingo. Um homem de 70 anos foi morto a tiros em um ajuste de contas, segundo policiais italianos.

Em 2004, houve 134 homicídios na região, 105 deles ligados à vingança da Camorra, máfia napolitana que disputa o controle do tráfico de drogas. A violência teve grande aumento na segunda metade do ano. Nos subúrbios do norte da cidade, os membros de um clã dirigido por Paolo Di Lauro, 51 anos, luta com um grupo dos bairros de Secondigliano e Scampia.

A vítima assassinada neste domingo em Secondigliano, Crescenzo Marino, era pai dos distribuidores de droga do grupo dissidente. O próprio tinha sido condenado por formação de quadrilha.

O homem morreu em uma emboscada realizada por duas pessoas, que o esperavam perte de casa, em uma rua isolada. Foi assassinado enquanto estacionava seu carro, segundo os investigadores.

Seus dois filhos, que esbanjavam o dinheiro ganho no tráfico, foram presos recentemente em um luxuoso hotel do litoral.

A Polícia lançou no início de dezembro uma ampla operação contra a criminalidade, durante a qual prendeu cerca de 50 pessoas. Entretanto, as ‘vendettas’ continuam e, além das execuções, há incêndios criminosos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;