Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Schroeder reafirma que não vai voltar atrás nas reformas sociais


Da AFP

18/08/2004 | 12:36


O chanceler alemão, Gerhard Schroeder, reafirmou nesta quarta-feira, em Berlim, que mesmo com as manifestações de protestos populares não voltará atrás nem fará mais revisões nas reformas sociais e trabalhistas propostas por seu governo.

As reformas entrarão em vigor no dia 1º de janeiro de 2005, conforme decidiu o executivo e sem nenhuma alteração, frisou Schroeder em sua primeira coletiva de imprensa após voltar de férias.

O chefe de governo acusou a oposição democrata-cristã e neocomunista de formar uma "aliança de obstaculização" das reformas.

As organizações cívicas e sindicais, que organizaram as manifestações com mais de cem mil pessoas na última segunda-feira, reeditando os protestos que há 15 anos precipitaram a queda do Muro de Berlim e a reunificação alemã, anunciaram que continuarão protestando nas próximas semanas.

Schroeder classificou os protestos de "direito natural" dos cidadãos de expressar livremente suas opiniões, mas acrescentou que é preciso não confundi-los com "a resistência a uma ditadura".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;