Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Afonso se despede de 'Da Cor do Pecado'


Patrícia Vilani
Do Diário do Grande ABC

26/07/2004 | 20:59


  O veterano Lima Duarte, 74 anos, gravou na semana passada suas últimas cenas em Da Cor do Pecado, novela das sete da Globo de maior sucesso dos últimos tempos, com média de audiência em torno dos 40 pontos. Como Afonso Lambertini, ele será baleado no capítulo que vai ao ar nesta terça, segundo sinopse divulgada pela emissora.

É o fim de uma participação que, inicialmente, seria apenas especial, assim como a de Aracy Balabanian, no papel da governanta Germana. Tanto Lima quanto a atriz, com quem faz um simpático par romântico da terceira idade, estavam escalados somente para a primeira fase da trama de João Emanuel Carneiro. Mas foram conquistados não só pelo texto ágil do autor estreante, como também pelo jovem elenco com quem contracena.

Como novela é sempre uma obra em aberto – e sempre modificada de acordo com a opinião da audiência –, a importância do milionário Afonso em Da Cor do Pecado foi aumentando a cada dia. De pai mau-caráter e preocupado apenas em acumular riqueza, ele tornou-se um avô dedicado e amoroso. De patrão exigente, converteu-se no doce companheiro de Germana.

A mudança do personagem e sua preservação na trama deve-se, também, à boa audiência da novela, que teve de ser estendida por pelo menos dois meses. Um ator como Lima sempre ajuda a manter a história em alta. Mesmo que todos os outros que o cercam também sejam competentes, incluindo aí as crianças. As cenas com o carismático Sérgio Malheiros, o Raí, por exemplo, nunca seriam tão interessantes sem a presença de Lima.

No capítulo desta terça, Paco (Reynaldo Gianecchini) pede perdão a Afonso por mentir ao dizer que era Apolo. O pai, no entanto, diz que não o fará nem no dia de sua morte. Depois disso, Raí e Otávio (Felipe Latgé) se perdem na mata. Tony (Guilherme Weber), escondido, atira em Afonso.

No capítulo de quarta, Afonso faz um carinho em Paco e diz que o perdoa. O milionário, no hospital, pede para falar com Raí, manda que ele tome conta de Otávio, seja amigo do pai, e morre.

É uma nova reviravolta em Da Cor do Pecado, que fica no horário até outubro. Isso porque todo o dinheiro de Afonso irá parar nas mãos de Bárbara (Giovanna Antonelli) e Tony, graças à chantagem que o bandido faz ao advogado de confiança de Afonso (que, aliás, cometerá suicídio no capítulo de sábado).

A dupla fugirá para a Suíça com Otávio, e Paco será preso pela morte de Afonso, depois que o inspetor de polícia encontra as digitais do rapaz na arma do crime.

Germana, Preta (Taís Araújo) e Raí só descobrem que o dinheiro desapareceu no capítulo de sexta-feira, isso quando Bárbara e Tony já estão na Europa, desfrutando da fortuna. Paco só é liberado por um habeas corpus no sábado, e fica perplexo ao saber do roubo e da morte do advogado. O bonitão decide então manter-se sob a identidade do irmão gêmeo para, assim, fazer justiça.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Afonso se despede de 'Da Cor do Pecado'

Patrícia Vilani
Do Diário do Grande ABC

26/07/2004 | 20:59


  O veterano Lima Duarte, 74 anos, gravou na semana passada suas últimas cenas em Da Cor do Pecado, novela das sete da Globo de maior sucesso dos últimos tempos, com média de audiência em torno dos 40 pontos. Como Afonso Lambertini, ele será baleado no capítulo que vai ao ar nesta terça, segundo sinopse divulgada pela emissora.

É o fim de uma participação que, inicialmente, seria apenas especial, assim como a de Aracy Balabanian, no papel da governanta Germana. Tanto Lima quanto a atriz, com quem faz um simpático par romântico da terceira idade, estavam escalados somente para a primeira fase da trama de João Emanuel Carneiro. Mas foram conquistados não só pelo texto ágil do autor estreante, como também pelo jovem elenco com quem contracena.

Como novela é sempre uma obra em aberto – e sempre modificada de acordo com a opinião da audiência –, a importância do milionário Afonso em Da Cor do Pecado foi aumentando a cada dia. De pai mau-caráter e preocupado apenas em acumular riqueza, ele tornou-se um avô dedicado e amoroso. De patrão exigente, converteu-se no doce companheiro de Germana.

A mudança do personagem e sua preservação na trama deve-se, também, à boa audiência da novela, que teve de ser estendida por pelo menos dois meses. Um ator como Lima sempre ajuda a manter a história em alta. Mesmo que todos os outros que o cercam também sejam competentes, incluindo aí as crianças. As cenas com o carismático Sérgio Malheiros, o Raí, por exemplo, nunca seriam tão interessantes sem a presença de Lima.

No capítulo desta terça, Paco (Reynaldo Gianecchini) pede perdão a Afonso por mentir ao dizer que era Apolo. O pai, no entanto, diz que não o fará nem no dia de sua morte. Depois disso, Raí e Otávio (Felipe Latgé) se perdem na mata. Tony (Guilherme Weber), escondido, atira em Afonso.

No capítulo de quarta, Afonso faz um carinho em Paco e diz que o perdoa. O milionário, no hospital, pede para falar com Raí, manda que ele tome conta de Otávio, seja amigo do pai, e morre.

É uma nova reviravolta em Da Cor do Pecado, que fica no horário até outubro. Isso porque todo o dinheiro de Afonso irá parar nas mãos de Bárbara (Giovanna Antonelli) e Tony, graças à chantagem que o bandido faz ao advogado de confiança de Afonso (que, aliás, cometerá suicídio no capítulo de sábado).

A dupla fugirá para a Suíça com Otávio, e Paco será preso pela morte de Afonso, depois que o inspetor de polícia encontra as digitais do rapaz na arma do crime.

Germana, Preta (Taís Araújo) e Raí só descobrem que o dinheiro desapareceu no capítulo de sexta-feira, isso quando Bárbara e Tony já estão na Europa, desfrutando da fortuna. Paco só é liberado por um habeas corpus no sábado, e fica perplexo ao saber do roubo e da morte do advogado. O bonitão decide então manter-se sob a identidade do irmão gêmeo para, assim, fazer justiça.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;