Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sao Caetano ganha outro jogo de virada


Edélcio Cândido
Enviado a Caxias do Sul

31/08/2000 | 00:59


De virada, de novo. Com um futebol irresistível no segundo tempo, o Sao Caetano venceu o campeao gaúcho, o Caxias, por 4 a 2, quarta à noite, no estádio Centenário, em Caxias do Sul-RS. Depois de estar em desvantagem por 2 a 0, no primeiro tempo, a equipe do Grande ABC virou o placar em apenas sete minutos, e é ainda mais líder do que nunca do Grupo Amarelo da Copa Joao Havelange (19 pontos ganhos), além de ter mantido invencibilidade, agora de sete jogos. Mais uma vez, o time do técnico Jair Picerni mostrou personalidade, foi combativo e teve em Adhemar, com dois gols, a sua grande estrela numa noite com temperatura oscilando em torno de 10º.

O primeiro tempo nao poderia ser mais desastroso para o Sao Caetano. Inseguro na defesa e perdido no meio-campo, o Azulao sofreu o primeiro gol aos 10 minutos, marcado por Renato, de cabeça. Aos 26, Luciano cobrou muito bem uma falta e colocou a bola no ângulo direito de Sílvio Luiz: 2 a 0. Atordoado, aos poucos o Sao Caetano foi adquirindo fôlego para equilibrar as açoes, mas o Caxias teve mais duas chances de marcar com Renato e Moreno. Na base dos contragolpes, o Sao Caetano buscava timidamente a reaçao.

No intervalo, a equipe da regiao trocou de uniforme. Deixou nos vestiários o uniforme todo azul, que se confundia com a camisa do Caxias, e voltou com jogo de camisa branca. Além disso, o time voltou avassalador. Logo aos três, Claudecir, de cabeça, diminuiu. Aos cinco e aos sete, Adhemar ampliou e virou a partida.

Como se fosse a mudança da água para o vinho, o Sao Caetano passou de dominado para dominador. Desta vez, quem estava perdido era o Caxias. Mesmo assim, aos 43 teve um pênalti a favor, cometido em Sarandi, que Renato cobrou e Sílvio defendeu. Na contracarga, Esquerdinha recebeu de Adhemar e bateu colocado, fazendo 4 a 2.

Depois do jogo, nos vestiários, Picerni estava como sempre tranqüilo: "Nós levamos dois gols por bobeadas. Mas jamais perdemos o comando da partida. O time tocava bem a bola e sabíamos que poderíamos virar o placar. Por pouco, quase nao fizemos seis ou sete gols", declarou Picerni, o último a entrar no ônibus do clube. O meia Leto ressaltou que a marcaçao mais forte imposta no segundo tempo, além de jogar a favor do vento, foram fatores determinantes para a virada. Já o atacante Adhemar reconhecia que o time foi muito mal no primeiro tempo. "Eles impuseram uma marcaçao por zona no primeiro tempo e nos dificultou. No segundo tempo nós fomos com tudo para cima, porque sentíamos que eles estavam nervosos. E os gols saíram", falou Adhemar.

O Sao Caetano retorna nesta quinta ao Grande ABC e joga sábado, às 16h, contra o Bangu, no Rio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;