Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Unidos da Tijuca leva silhueta no lugar de imagem de santa


Do Diário do Grande ABC

07/02/2000 | 09:17


Para evitar problemas com a Igreja, que tentou impedir na Justiça a apresentaçao da imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança em seu desfile, a Unidos da Tijuca apresentou apenas a silhueta recortada da santa no carro O Venturoso, uma réplica da caravela de Pedro Alvares Cabral. A escola do Morro do Borel abriu o desfile nesta segunda com muito luxo e pessoas famosas, embalada por um samba que contagiou o público.

Com o enredo Terra dos Papagaios, Navegar foi Preciso, a escola se propôs a contar a viagem do descobrimento e os primeiros dias dos portugueses no Brasil. Para tanto, levava no carro que simulava a caravela de Cabral, a imagem da santa dada ao navegador pelo rei dom Manoel para abençoar a viagem. O carro da Primeira Missa exibia ainda uma cruz, que a Igreja também tentou proibir, mas acabou sendo liberada pela Justiça.

As personalidades que desfilaram na escola se dividiram a respeito da polêmica com a Igreja. A campea de windsurf Dora Bria, destaque do carro que trouxe a silhueta da santa, ameaçou nao desfilar por causa dos travestis que também iam no carro. "Achei a proibiçao um exagero da Igreja", disse. "Mas a situaçao é muito delicada, nao sabia que teriam travestis no carro." Católica praticante, Dora exibia uma fantasia bem discreta, segundo ela, em respeito à Igreja. "Acabei aceitando desfilar porque nao queria criar um problema agora", disse.

Já os destaques do carro abre-alas, os atores Miguel Falabella e Maitê Proença, mostraram-se indignados com a polêmica. "Ninguém está ofendendo ninguém, estamos contando a História do Brasil", afirmou Falabella, fantasiado de Príncipe das Tormentas. "É uma besteira proibir até porque a Igreja, ao longo de sua história, já fez coisas muito piores."

Maitê, de Princesa das Tormentas, concordava com o colega. "As imagens dos santos nao pertencem à Igreja, mas sim à espiritualidade." Para a modelo e atriz Isadora Ribeiro, destaque do carro Terra dos Papagaios, a polêmica nao tem sentido. "A Nossa Senhora abençoou Cabral", afirmou.

A escola empolgou bastante o público com seu samba e seu desfile luxuoso. Um dos momentos mais aplaudidos foi a comissao de frente, que representava o encontro dos índios com os portugueses e tinha a coreografia assinada pelo bailarino do Teatro Municipal Marcelo Misailidis. Com o desfile, a escola espera repetir a vitória do ano passado, quando foi campeao do grupo A, garantindo uma vaga no grupo especial.

Quem assinou o desfile foi o carnavalesco Chico Spinoza, de volta à Sapucaí depois de três anos comandando carnavais vitoriosos da Vai-Vai em Sao Paulo. "Me sinto feliz de Ter retornado e realizado este carnaval na Unidos da Tijuca", comentou Spinoza, ao final do desfile.

Ele nao quis tecer muitos comentários com relaçao ao problema da Justiça. "A controvérsia já ficou no passado", desconversou. Mas logo acabou emendando: "Nós, brasileiros, quando censurados ficamos mais fortes".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;