Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Confusão agita Rio Grande da Serra


Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

04/07/2006 | 08:53


Confusão em Rio Grande da Serra agitou os bastidores dos Jogos Regionais antes da abertura, que acontece hoje em Caieiras. A cidade, que sempre contou com a delegação mais modesta do Grande ABC, tinha planos para ampliar o número de representantes neste ano. Convidou atletas de outros municípios da região para formar as equipes de vôlei masculino e tênis de mesa (masculino e feminino). Entretanto, a falta de recursos fez com que a cidade rompesse o acordo com os atletas e contasse apenas com uma modalidade. “Não tínhamos recursos suficientes para levar os demais esportes, por isso abrimos mão de levar os outros atletas”, explicou o secretário de Governo, Paulo Rogério Cotrim Maziero. Com isso, Rio Grande será representado pelo futebol sub-21 e terá uma delegação de 30 pessoas.

O fato é que a decisão da secretaria de Governo prejudicou os atletas com quem havia se comprometido anteriormente. Como as inscrições no Comitê Organizador já foram efetuadas, os jogadores estão vinculados à cidade até o final dos Regionais. Por causa disso, não poderão defender outro município na competição. “É frustrante saber que não poderemos jogar este ano nos Regionais”, disse o atleta Halison Cervantes Garcia, do time de vôlei masculino.

Durante cinco anos, o jogador representou Diadema nos Jogos. “Este ano, a cidade decidiu inscrever uma equipe sub-21 e, por isso, ficamos de fora. O convite de Rio Grande foi uma boa oportunidade de atuar nos Regionais sem que o time fosse desfeito”, disse Garcia, que ficou surpreendido com a quebra do acordo. “Ficamos sabendo que não jogaríamos mais na última quinta-feira. Estávamos treinando há mais de dois meses. Inclusive, já saiu a tabela da competição. Isso não foi justo”, disse o atleta, inconformado. Segundo Garcia, a cidade não teria muitos gastos com os jogadores. “Pedimos o mínimo. Que a prefeitura custeasse o alojamento, alimentação e as taxas de arbitragem”, complementou.

A justificativa do secretário de Governo para a quebra do acordo foi o fato de os atletas não ficarem vinculados após os Regionais. “Nos Abertos, eles poderão procurar outra cidade para atuar. Se entrassem em quadra, eles continuariam ligados a Rio Grande”, concluiu. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;