Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Coincidência marca Leão em Sta.Catarina


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

04/08/2006 | 07:42


O jogo de sábado contra o Figueirense, em Florianópolis, marcará o reencontro do técnico do São Caetano, Emerson Leão, com o estádio onde ele iniciou e terminou sua trajetória à frente do Palmeiras, seu último clube antes de assumir o Azulão. E as lembranças que o treinador tem do Orlando Scarpelli são totalmente distintas. "A penúltima vez em que estive lá, eu dei uma goleada. Mas na última, fui goleado", recorda-se.

Leão reconhece a força do adversário, oitavo colocado do Campeonato Brasileiro com 21 pontos, mas espera dar o troco no rival para apagar a derrota por 6 a 1 sofrida no dia 22 de abril que provocou sua demissão do Palmeiras. "Eles têm um time que joga um futebol coletivo e que está junto há bastante tempo", disse o treinador.

A seu favor, Leão tem o fato de o Figueirense não poder contar sábado com dois destaques daquela goleada do primeiro semestre. O lateral-esquerdo Fininho, autor de um gol, e o atacante Schwenk, que balançou as redes duas vezes, terão de cumprir suspensão, assim como o lateral-direito Flávio.

O São Caetano, em contrapartida, estará completo. Leão não tem problemas com atletas suspensos e deve repetir a formação que empatou no último sábado com o Ponte Preta por 1 a 1 no Anacleto Campanella. A definição da equipe titular vai acontecer no treinamento de sexta-feira pela manhã – logo em seguida o time embarca para Florianópolis.

Na capital catarinense, o treinador espera encontrar um clima mais quente do que o de São Caetano, principalmente sábado às 16h, no horário do jogo. "Ouvi no rádio que o tempo vai melhorar e no sábado (amanhã) vai estar bom lá em Florianópolis. Isso é bom, apesar de não fazer muita diferença dentro de campo. E mesmo que a temperatura esteja entre 15º C e 10º C, os jogadores estão acostumados. É tudo igual para os dois lados. Problema é jogar no gelo contra os esquimós", disse. O Azulão é o 12º colocado do Nacional com 17 pontos e está invicto há seis rodadas.

Déjà vu – Se as lembranças do último jogo de Emerson Leão no Orlando Scarpelli não são nada agradáveis, o treinador tem boas recordações da penúltima vez em que esteve no estádio. No dia 20 de julho de 2005, ele fez sua estréia no Palmeiras com uma goleada por 4 a 1 sobre o Figueirense.

Coincidentemente, o árbitro daquela partida, Djalma José Beltrami (RJ), foi sorteado quinta-feira pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para apitar sábado o jogo do Azulão em Florianópolis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;