Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Inadimplência em celular chega a R$ 750 milhoes


Do Diário do Grande ABC

16/09/1999 | 14:22


Pesquisa desenvolvida pela Associaçao Nacional das Empresas de Telefonia Móvel Celular (Acel), elaborada com a colaboraçao de suas 22 operadoras associadas, revelou que até 30 de junho de 99, as dívidas de usuários para com as empresas, a inadimplência acima de 90 dias, chegou a R$ 750 milhoes, incluindo-se parcelas de ICMS, Pis/Cofins e tarifa de uso de rede, pagos adiantadamente pelas companhias. Esse total equivale a 11% de todo o faturamento obtido pelas operadoras no ano passado.

Os R$ 750 milhoes também equivalem a um mês de faturamento de 1998 de todo o setor de telefonia celular, o que mostra o seu tamanho em relaçao as companhias que atuam no setor. A cobrança dos inadimplentes está sendo feita através das medidas legais existentes, anunciou uma fonte do setor de telecomunicaçoes.

A mesma pesquisa mostrou que o valor da conta média mensal inadimplente, incluindo impostos, e a tarifa de uso da rede chega a R$ 185,00. Nos Estados Unidos, com mais de 50 milhoes de telefones celulares, a inadimplência alcança de 2 a 3%.

O valor da inadimplência representa cerca de 1 mês e 10 dias da receita líquida total obtida pelo setor em 98, correspondendo a 11% do referido faturamento. A receita líquida do serviço móvel celular no País em 98 chegou a R$ 6,7 bilhoes, sendo R$ 5,7 bilhoes da Banda A e a parcela restante da Banda B. Um analista do setor de telecomunicaçoes disse que "os dados sao preocupantes, e sabe-se que somente com uma melhoria significativa da economia, se conseguirá uma recuperaçao na inadimplência".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Inadimplência em celular chega a R$ 750 milhoes

Do Diário do Grande ABC

16/09/1999 | 14:22


Pesquisa desenvolvida pela Associaçao Nacional das Empresas de Telefonia Móvel Celular (Acel), elaborada com a colaboraçao de suas 22 operadoras associadas, revelou que até 30 de junho de 99, as dívidas de usuários para com as empresas, a inadimplência acima de 90 dias, chegou a R$ 750 milhoes, incluindo-se parcelas de ICMS, Pis/Cofins e tarifa de uso de rede, pagos adiantadamente pelas companhias. Esse total equivale a 11% de todo o faturamento obtido pelas operadoras no ano passado.

Os R$ 750 milhoes também equivalem a um mês de faturamento de 1998 de todo o setor de telefonia celular, o que mostra o seu tamanho em relaçao as companhias que atuam no setor. A cobrança dos inadimplentes está sendo feita através das medidas legais existentes, anunciou uma fonte do setor de telecomunicaçoes.

A mesma pesquisa mostrou que o valor da conta média mensal inadimplente, incluindo impostos, e a tarifa de uso da rede chega a R$ 185,00. Nos Estados Unidos, com mais de 50 milhoes de telefones celulares, a inadimplência alcança de 2 a 3%.

O valor da inadimplência representa cerca de 1 mês e 10 dias da receita líquida total obtida pelo setor em 98, correspondendo a 11% do referido faturamento. A receita líquida do serviço móvel celular no País em 98 chegou a R$ 6,7 bilhoes, sendo R$ 5,7 bilhoes da Banda A e a parcela restante da Banda B. Um analista do setor de telecomunicaçoes disse que "os dados sao preocupantes, e sabe-se que somente com uma melhoria significativa da economia, se conseguirá uma recuperaçao na inadimplência".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;