Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governo Grana muda nomes no 2º e 3º escalões da Saúde

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Secretário da área em Sto.André acertou saída do adjunto da Pasta e outras duas reformulações ao justificar tentativa de dar maior dinamismo


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

09/01/2015 | 07:00


Apesar de descartar problemas graves no setor, o secretário de Saúde de Santo André, Homero Nepomuceno Duarte (PT), deu pontapé inicial em reformulações administrativas nos segundo e terceiro escalões da Pasta. Há pressão da Câmara por troca no comando da área. Em contrapartida, o titular se mantém no posto com o apoio do prefeito Carlos Grana (PT) e do partido, embora haja críticas internas pontuais. A primeira alteração de nomes se dá com a mudança do número dois da secretaria: Jurandyr Teixeira das Neves deixa o cargo. No seu lugar entra Maria Aparecida Damaia.

Jurandyr acumulava a função gerencial no Paço com a de secretário-geral da Fundação do ABC, entidade de organização social. A dupla jornada teria pesado na decisão de Homero. Substituta, Cida, como é conhecida, ocupava o posto de assessora técnica da área. Mulher do ex-vereador Claudio Malatesta (PT), Maria Luiza Malatesta, que até agora trabalhava na chefia da vigilância à Saúde, assume o cargo de diretora de Planejamento. A atividade desempenhada pela petista será exercida por funcionária de carreira, içada do quadro de servidores.

Homero admitiu a minirreforma ao justificar, principalmente, que Jurandyr estava “sobrecarregado” na condução dos dois cargos. “A mudança é de ordem administrativa visando dar dinamismo melhor na Pasta. Nossa deliberação objetiva dar gás maior nos últimos dois anos de mandato, pois a previsão é que esse período seja tenso. Estimamos que os projetos saiam a partir deste ano, uma vez que foram amadurecidos neste primeiro biênio”, alegou o secretário de Saúde, acrescentando que problema particular do ex-adjunto também influenciou na saída.

Articulador da Prefeitura com o Legislativo, o secretário de Governo, Arlindo José de Lima (PT), sustentou que o Executivo não vai ceder à tentativa de interferência dos vereadores. Segundo ele, as mudanças de algumas peças são “normais e comuns”. “Foram pontuais nas pontas (direção) do terceiro escalão”, disse, indicando outras possíveis modificações nos PAs (Prontos Atendimentos) da cidade. O Paço irá transformar os equipamentos em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) 24 Horas. O posto do Centro, por exemplo, hoje desativado, passa pela remodelação e tem previsão de entrega em abril, mês de aniversário do município.

Grupo de parlamentares autointitulados como independentes, que integram o G-12, tem feito série de vistorias em unidades de Saúde e disparado críticas no gerenciamento do sistema. A ala promete entregar relatório no fim das visitas com todo o diagnóstico da área. Arlindo ponderou, entretanto, que o governo petista está de portas abertas para ouvir sugestões da Câmara. “Vamos dialogar com a Casa. Temos disposição para acatar eventuais propostas de melhoria. Mas isso não quer dizer que alguns problemas que possam ser verificados signifique que tenhamos que trocar o secretário, uma atribuição direta do prefeito.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo Grana muda nomes no 2º e 3º escalões da Saúde

Secretário da área em Sto.André acertou saída do adjunto da Pasta e outras duas reformulações ao justificar tentativa de dar maior dinamismo

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

09/01/2015 | 07:00


Apesar de descartar problemas graves no setor, o secretário de Saúde de Santo André, Homero Nepomuceno Duarte (PT), deu pontapé inicial em reformulações administrativas nos segundo e terceiro escalões da Pasta. Há pressão da Câmara por troca no comando da área. Em contrapartida, o titular se mantém no posto com o apoio do prefeito Carlos Grana (PT) e do partido, embora haja críticas internas pontuais. A primeira alteração de nomes se dá com a mudança do número dois da secretaria: Jurandyr Teixeira das Neves deixa o cargo. No seu lugar entra Maria Aparecida Damaia.

Jurandyr acumulava a função gerencial no Paço com a de secretário-geral da Fundação do ABC, entidade de organização social. A dupla jornada teria pesado na decisão de Homero. Substituta, Cida, como é conhecida, ocupava o posto de assessora técnica da área. Mulher do ex-vereador Claudio Malatesta (PT), Maria Luiza Malatesta, que até agora trabalhava na chefia da vigilância à Saúde, assume o cargo de diretora de Planejamento. A atividade desempenhada pela petista será exercida por funcionária de carreira, içada do quadro de servidores.

Homero admitiu a minirreforma ao justificar, principalmente, que Jurandyr estava “sobrecarregado” na condução dos dois cargos. “A mudança é de ordem administrativa visando dar dinamismo melhor na Pasta. Nossa deliberação objetiva dar gás maior nos últimos dois anos de mandato, pois a previsão é que esse período seja tenso. Estimamos que os projetos saiam a partir deste ano, uma vez que foram amadurecidos neste primeiro biênio”, alegou o secretário de Saúde, acrescentando que problema particular do ex-adjunto também influenciou na saída.

Articulador da Prefeitura com o Legislativo, o secretário de Governo, Arlindo José de Lima (PT), sustentou que o Executivo não vai ceder à tentativa de interferência dos vereadores. Segundo ele, as mudanças de algumas peças são “normais e comuns”. “Foram pontuais nas pontas (direção) do terceiro escalão”, disse, indicando outras possíveis modificações nos PAs (Prontos Atendimentos) da cidade. O Paço irá transformar os equipamentos em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) 24 Horas. O posto do Centro, por exemplo, hoje desativado, passa pela remodelação e tem previsão de entrega em abril, mês de aniversário do município.

Grupo de parlamentares autointitulados como independentes, que integram o G-12, tem feito série de vistorias em unidades de Saúde e disparado críticas no gerenciamento do sistema. A ala promete entregar relatório no fim das visitas com todo o diagnóstico da área. Arlindo ponderou, entretanto, que o governo petista está de portas abertas para ouvir sugestões da Câmara. “Vamos dialogar com a Casa. Temos disposição para acatar eventuais propostas de melhoria. Mas isso não quer dizer que alguns problemas que possam ser verificados signifique que tenhamos que trocar o secretário, uma atribuição direta do prefeito.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;