Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

15 anos depois...


Ademir Medici

05/01/2015 | 07:00


Pela quantidade de informações e imagens distribuídas entre as famílias de São Bernardo, é de se imaginar que o Foto Studio Amaro/Samaro tivesse sobrevivido por uma eternidade. E foram apenas 15 anos.

Na Semana Antenor Coradi de hoje, os irmãos Carlos Daniel Coradi e Isa Yara Coradi Carraro, e o próprio Antenor, contam a razão do encerramento das atividades de uma casa que documentou o período de transição da Vila de São Bernardo para metrópole – e revelou Beltran Asêncio, o fotógrafo da cidade, que também está conosco hoje e sempre.

Rancho dos Ouriços

Textos: Isa Coradi e Carlos Coradi

Em Itanhaém, Antenor havia comprado um terreno perto da Praia do Sonho e lá foi erigido um rancho de madeira para a família.

Esse rancho foi construído em Santo Amaro, anos atrás, quando papai foi trabalhar na marcenaria, primeiro na (Avenida) Adolfo Pinheiro e em seguida na do primo Censon, onde tio Arthur era sócio. Depois, a casa foi desmontada, colocada em dois caminhões e transferida para Itanhaém.

Os construtores da casa/rancho foram os “ouriços”, e aqui cabe uma explicação.

Antenor e Sofia eram leitores assíduos de romances. Leram Virtude Selvagem, que contava a historia de uma família na qual os quatro rapazes (filhos) não faziam a barba e nem cortavam os cabelos. Por essa aparência, eram chamados de ouriços. Então, quando vínhamos para Itanhaém, os homens da família ficavam sem cortar a barba enquanto estivessem aqui.

O sítio ganhou o nome, colocado em placa na frente, de Rancho dos Ouriços.

A mudança

Texto: Antenor Coradi (*)

Foram 15 anos de trabalho no estúdio, 10 a 12 horas seguidas por dia, no quarto escuro, revelando, copiando, ampliando, respirando ácido acético, carbonatos e outros. Isso era prejudicial à nossa saúde.

O meu travesseiro sempre foi um bom conselheiro. Nele calculava, planejava, projetava, meditava, fazendo planos para nosso futuro.

Segui o conselho de meu bom amigo: o travesseiro. Em 1964, mudamos para Itanhaém. A principio ficamos no Rancho dos Ouriços, e, por um ano, vivemos felizes nessa nova moradia, enquanto eu construía duas casas geminadas: uma foi vendida e a outra passou a ser o novo lar.

(*) Relato autobiográfico de Antenor Coradi extraído de um dos seus livros.

Diário há 30 anos

Sábado, 5 de janeiro de 1985 – ano 27, nº 5715

Manchete Mesmo operado, Figueiredo (João, presidente da República) não deixa a Presidência

Cartolas – José Maria Marin derrota Felipe Cheidde e continua presidente da Federação Paulista de Futebol: 153 votos a 125.

Economia – Montadoras vendem menos veículos em 1984.

Em 5 de janeiro de...

1895 - Realizadas as segundas eleições municipais no município de São Bernardo – as primeiras foram realizadas três anos antes. Os eleitos em 1895: José Francisco de Paula Novaes, Luiz Pinto Flaquer Júnior, Gustavo Rathsan, João Baptista de Oliveira Lima, Luiz Bruno e Antonio Giusti. Flaquer foi reeleito, indiretamente, prefeito; e Oliveira Lima, presidente da Câmara.

1915 – A guerra. Da manchete do Estadão: “Fuga de um paquete alemão do Porto de Recife; providências tomadas pelo governo brasileiro: demissão do capitão do porto e do comandante do caça-torpedeiro Timbirás.”

- Eleita a nova diretoria do Brasil FC, de Santo André, com três presidentes honorários, senador Flaquer, prefeito Saladino e médico Christóvão da Gama; como presidente efetivo, Paulino Brasilio de Lima.

- Em seu campo, o Brasil, de Santo André, disputa jogo amistoso de futebol com o Americano Clube, de Santos.

1920 - Dr. Galeão Carvalhal, secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, recupera-se da saúde em Santo André, com sensíveis melhoras.

Nota – Pelo seu clima ameno, de ar puro, sem qualquer tipo de poluição, a meio caminho da serra, a região era indicada para repousos e tratamento médico.

1930 – Em campanha à Presidência da República, Getúlio Vargas e João Pessoa passam de carro por São Bernardo na viagem empreendida entre Santos e São Paulo. Breve parada é feita na Rua Marechal Deodoro, onde discursam os deputados Antonio Feliciano e Gama Cerqueira.

Getúlio era presidente (hoje seria governador) do Rio Grande do Sul e candidato a presidente do Brasil; João Pessoa, presidente da Paraíba, completava a chapa da Aliança Liberal como candidato a vice-presidente da República. Hoje Getúlio e João Pessoa são nomes de ruas em São Bernardo.

- Encerra-se, na madrugada, o baile de posse da nova diretoria do Clube de Xadrez de Santo André: presidente, médico Gaspar Nunes Galvão; vice, farmacêutico Alfredo Flaquer Sobrinho; 1º secretário, cartorário José Evangelista de Paiva Azevedo; 2ª secretário, advogado Manoel Góes; 1ª tesoureiro, Pedro Brock; 2ª tesoureiro, Francisco Braz.

1970 - Criado o Conselho de Turismo de São Bernardo, o primeiro de que se tem notícia no Grande ABC. Rubens Freire nomeado coordenador.

Santos do dia

  • São Simeão Estilita (Síria 390 – 463). Confessor e pregador. Praticou penitências espantosas. Morreu em posição de oração, em 5 de janeiro. Sua festa acontece neste dia, e se propagou por todo o mundo católico. A Igreja o canonizou e manteve a data da sua comemoração.

  • Eduardo

  • João Nepomuceno Neumann



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

15 anos depois...

Ademir Medici

05/01/2015 | 07:00


Pela quantidade de informações e imagens distribuídas entre as famílias de São Bernardo, é de se imaginar que o Foto Studio Amaro/Samaro tivesse sobrevivido por uma eternidade. E foram apenas 15 anos.

Na Semana Antenor Coradi de hoje, os irmãos Carlos Daniel Coradi e Isa Yara Coradi Carraro, e o próprio Antenor, contam a razão do encerramento das atividades de uma casa que documentou o período de transição da Vila de São Bernardo para metrópole – e revelou Beltran Asêncio, o fotógrafo da cidade, que também está conosco hoje e sempre.

Rancho dos Ouriços

Textos: Isa Coradi e Carlos Coradi

Em Itanhaém, Antenor havia comprado um terreno perto da Praia do Sonho e lá foi erigido um rancho de madeira para a família.

Esse rancho foi construído em Santo Amaro, anos atrás, quando papai foi trabalhar na marcenaria, primeiro na (Avenida) Adolfo Pinheiro e em seguida na do primo Censon, onde tio Arthur era sócio. Depois, a casa foi desmontada, colocada em dois caminhões e transferida para Itanhaém.

Os construtores da casa/rancho foram os “ouriços”, e aqui cabe uma explicação.

Antenor e Sofia eram leitores assíduos de romances. Leram Virtude Selvagem, que contava a historia de uma família na qual os quatro rapazes (filhos) não faziam a barba e nem cortavam os cabelos. Por essa aparência, eram chamados de ouriços. Então, quando vínhamos para Itanhaém, os homens da família ficavam sem cortar a barba enquanto estivessem aqui.

O sítio ganhou o nome, colocado em placa na frente, de Rancho dos Ouriços.

A mudança

Texto: Antenor Coradi (*)

Foram 15 anos de trabalho no estúdio, 10 a 12 horas seguidas por dia, no quarto escuro, revelando, copiando, ampliando, respirando ácido acético, carbonatos e outros. Isso era prejudicial à nossa saúde.

O meu travesseiro sempre foi um bom conselheiro. Nele calculava, planejava, projetava, meditava, fazendo planos para nosso futuro.

Segui o conselho de meu bom amigo: o travesseiro. Em 1964, mudamos para Itanhaém. A principio ficamos no Rancho dos Ouriços, e, por um ano, vivemos felizes nessa nova moradia, enquanto eu construía duas casas geminadas: uma foi vendida e a outra passou a ser o novo lar.

(*) Relato autobiográfico de Antenor Coradi extraído de um dos seus livros.

Diário há 30 anos

Sábado, 5 de janeiro de 1985 – ano 27, nº 5715

Manchete Mesmo operado, Figueiredo (João, presidente da República) não deixa a Presidência

Cartolas – José Maria Marin derrota Felipe Cheidde e continua presidente da Federação Paulista de Futebol: 153 votos a 125.

Economia – Montadoras vendem menos veículos em 1984.

Em 5 de janeiro de...

1895 - Realizadas as segundas eleições municipais no município de São Bernardo – as primeiras foram realizadas três anos antes. Os eleitos em 1895: José Francisco de Paula Novaes, Luiz Pinto Flaquer Júnior, Gustavo Rathsan, João Baptista de Oliveira Lima, Luiz Bruno e Antonio Giusti. Flaquer foi reeleito, indiretamente, prefeito; e Oliveira Lima, presidente da Câmara.

1915 – A guerra. Da manchete do Estadão: “Fuga de um paquete alemão do Porto de Recife; providências tomadas pelo governo brasileiro: demissão do capitão do porto e do comandante do caça-torpedeiro Timbirás.”

- Eleita a nova diretoria do Brasil FC, de Santo André, com três presidentes honorários, senador Flaquer, prefeito Saladino e médico Christóvão da Gama; como presidente efetivo, Paulino Brasilio de Lima.

- Em seu campo, o Brasil, de Santo André, disputa jogo amistoso de futebol com o Americano Clube, de Santos.

1920 - Dr. Galeão Carvalhal, secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, recupera-se da saúde em Santo André, com sensíveis melhoras.

Nota – Pelo seu clima ameno, de ar puro, sem qualquer tipo de poluição, a meio caminho da serra, a região era indicada para repousos e tratamento médico.

1930 – Em campanha à Presidência da República, Getúlio Vargas e João Pessoa passam de carro por São Bernardo na viagem empreendida entre Santos e São Paulo. Breve parada é feita na Rua Marechal Deodoro, onde discursam os deputados Antonio Feliciano e Gama Cerqueira.

Getúlio era presidente (hoje seria governador) do Rio Grande do Sul e candidato a presidente do Brasil; João Pessoa, presidente da Paraíba, completava a chapa da Aliança Liberal como candidato a vice-presidente da República. Hoje Getúlio e João Pessoa são nomes de ruas em São Bernardo.

- Encerra-se, na madrugada, o baile de posse da nova diretoria do Clube de Xadrez de Santo André: presidente, médico Gaspar Nunes Galvão; vice, farmacêutico Alfredo Flaquer Sobrinho; 1º secretário, cartorário José Evangelista de Paiva Azevedo; 2ª secretário, advogado Manoel Góes; 1ª tesoureiro, Pedro Brock; 2ª tesoureiro, Francisco Braz.

1970 - Criado o Conselho de Turismo de São Bernardo, o primeiro de que se tem notícia no Grande ABC. Rubens Freire nomeado coordenador.

Santos do dia

  • São Simeão Estilita (Síria 390 – 463). Confessor e pregador. Praticou penitências espantosas. Morreu em posição de oração, em 5 de janeiro. Sua festa acontece neste dia, e se propagou por todo o mundo católico. A Igreja o canonizou e manteve a data da sua comemoração.

  • Eduardo

  • João Nepomuceno Neumann

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;