Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mantega diz que termo 'esquerda' cheira a mofo


Do Diário OnLine

15/12/2006 | 18:29


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, resolveu nesta sexta-feira colocar mais “lenha na fogueira” na velha discussão entre ‘ser de direita’ ou ‘ser de esquerda’, que ganhou mais força nos últimos dias após a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que afirmou que, com a maturidade, as pessoas vão deixando a esquerda e migrando para o centro no campo da política.

De acordo com Mantega, o termo “esquerda” é ultrapassado e cheira a “mofo”. “Esse termo era muito utilizado nos anos 50 e 60, mas agora está démodé. O que está acontecendo na América Latina é a consolidação da democracia, com a população mostrando que pode se manifestar mais”, assinalou.

Ele deu essa resposta ao ser perguntado, por jornalistas estrangeiros, se acreditava que a eleição de líderes considerados “esquerdistas” no continente poderia afastar a entrada de investidores de todo o planeta.

A afirmação de Mantega recebeu apoio dos seus colegas do Mercosul, que também acreditam que o fortalecimento da democracia aproxima as economias dos países latino-americanos, o que ajuda numa melhor distribuição de renda e colabora na luta pela igualdade social.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;