Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

S.Paulo e Cruzeiro atrás da redenção


Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

19/08/2006 | 22:39


Cruzeiro e São Paulo tentam neste domingo se reerguer. Cada um por seus motivos. Enquanto a Raposa entra no Mineirão, às 16h (com Globo), para espantar a crise que culminou com a saída do técnico PC Gusmão e a chegada de Oswaldo de Oliveira, o Tricolor quer esquecer a perda da Copa Libertadores e permanecer na liderança do Brasileiro para voltar à competição sul-americana.

O técnico Muricy Ramalho sabe que sua equipe ainda está cabisbaixa, mas não quer saber de apatia no jogo de deste domingo à tarde. O treinador tenta mostrar aos jogadores que o momento, agora, é para pensar apenas no Nacional. “Não podemos esquecer o trabalho que estamos fazendo desde o começo do ano. Claro que ninguém gosta de perder, mas temos de andar de cabeça erguida. Já temos um jogo difícil e precisamos vencer”, disse o treinador aos seus comandados.

O Tricolor soma 33 pontos, mas tem um jogo a menos que a maioria das equipes, já que não atuou no meio de semana, assim como o Internacional. Por ter jogado algumas vezes com a equipe reserva, o time sabe que tem condições de seguir na ponta da tabela. Por isso, as saídas do zagueiro Lugano e do atacante Ricardo Oliveira são amenizadas. O uruguaio deve fazer mais falta ao esquema de Muricy, que tinha no jogador a confiança de todo o setor defensivo. Alex Silva é quem fica com a vaga aberta na equipe.

Os meias Richarlyson e Lenílson estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo e deixam de ser opção para o treinador. O lateral Reasco, com uma fissura na tíbia, também está fora de combate. Já Danilo e Júnior, que reclamaram de dores após o jogo com o Internacional, estão confirmados e vão para jogo.

Pela frente, o São Paulo tem uma equipe que vem de quatro derrotas e dois empates. Assim, o time são-paulino sabe que a tarefa de conquistar três pontos fora de casa será das mais difíceis. Oswaldo de Oliveira chegou para mudar o futuro do Cruzeiro, que hoje soma 26 pontos na competição. E, diante do vice-campeão da Libertadores, espera que seu grupo tenha mais espírito de competição.

“O São Paulo é uma equipe muito tarimbada, muito determinada, muito experiente. Vai ser um jogo dificílimo para nós”, prevê, sem tirar a confiança de sua equipe. “Mas tenho certeza que, se eu conseguir estimular um pouco mais meus jogadores, vamos atuar muito melhor do que atuamos contra o Santos”.

O São Paulo vem de uma vitória em casa diante do Goiás, no domingo passado, por 2 a 1, enquanto o Cruzeiro amargou uma derrota diante do time da Vila Belmiro no meio de semana. (Com Agências)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;