Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

MP convoca GCMs a depor sobre roubo da mala

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

25/08/2011 | 07:01


Os guardas-civis municipais Vilmar e Costa, de Santo André, estão convocados a prestar depoimento dia 8, às 14h, no Ministério Público sobre o roubo ao condutor de um Audi A3 preto no estacionamento do prédio onde está instalada a Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Os guardas, que abriram registro de ocorrência, trabalhavam próximos ao Multipark no momento do assalto, ocorrido em 13 de junho, no qual supostamente assaltantes levaram mala com R$ 70 mil.

O Diário entrou em contato com os GCMs, porém não teve autorização da Secretaria de Comunicação e da Segurança Pública da Prefeitura para receber informações - trâmite solicitado pela corporação. No estacionamento comenta-se que funcionários que testemunharam o caso sofrem pressão para não comentar o assunto.

A Promotoria informou que atentará à possibilidade de falso testemunho e coação por parte de superiores aos GCMs. Se houve tentativa de influenciar no documento da guarda de nº 3604/11, os responsáveis serão enquadrados em crime de prevaricação. Funcionário da Multipark, que não quis se identificar, relatou que o secretário de Obras, Alberto Rodrigues Casalinho, desceu ao estacionamento do prédio após o término do ocorrido. O que é negado pelo titular.

De acordo com o MP, o automóvel pertence à construtora São José. A investigação averigua a relação do Paço com a empresa, que possui de forma irregular, segundo a administração Aidan Ravin (PTB), o empreendimento comercial Jardim Park House, na Avenida Industrial, 780. A Prefeitura reiterou que a Sosp cuida de obras públicas e não tem relação com empreiteiros da construção civil. Casalinho ressalta que prestará todos os esclarecimentos necessários à Promotoria, caso seja notificado oficialmente pela instituição.

O episódio foi denunciado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santo André. A categoria noticiou o fato em seu periódico mensal.

Segundo a administração, a tentativa explícita de se politizar o caso pode ser explicada pela proximidade da eleição municipal, "que de fato trará para o debate temas que não são de interesse público, mas que serão abordados por aqueles que tentarão retornar ao poder no município".

 

FALTA DE APOIO

No Legislativo, a bancada de sustentação ao prefeito salientou a falta de defesa contundente do governo a Casalinho. O vereador Marcos Cortez (PSDB) disse acreditar que o episódio foi armado - sem citar nomes - na tentativa de desestabilizar a gestão petebista. "O apoio já deveria vir de imediato ao secretário, que é cargo de confiança. Pois ficou claro que é falcatrua em véspera do pleito."

Outro integrante da base, Almir Cicote (PSB) frisou que, até agora, não vê provas concretas da ligação do secretáruio com roubo. Para ele, o caso parece ser para tirar proveito político. Porém, embasou que Casalinho necessitaria, em virtude da relevância do posto, receber maior suporte. "A defesa deveria ser muito mais forte. Se isso não ocorre, pode estar havendo outra rusga dentro do governo."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;