Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado faz leilão de carros
apreendidos do tráfico

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pregão ocorrerá no pátio de Diadema; renda
será destinada ao combate aos entorpecentes


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

29/11/2014 | 07:00


Total de 170 veículos apreendidos em operações contra o tráfico de drogas será leiloado na quarta-feira no pátio localizado no bairro Eldorado, em Diadema. A expectativa é que a arrecadação chegue próxima a R$ 500 mil, valor que será destinado ao Fundo Nacional Antidrogas para investimento em projetos de combate à venda de entorpecentes, prevenção ao uso e tratamento de dependentes químicos. Até 80% da renda obtida poderá ser utilizada pelo Estado de São Paulo.

O certame é realizado pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, em convênio com a Senad (Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas). Os veículos à venda foram apreendidos em todo o Estado em período entre dois e quatro anos atrás. Segundo o coordenador de políticas sobre drogas de São Paulo, Mario Sérgio Sobrinho, a demora se dá em razão de procedimentos burocráticos. “Quando o carro é apreendido porque foi utilizado para o tráfico, somente após o término da investigação é que o juiz decreta o perdimento do bem”, explica.

Dentre os veículos disponíveis para compra estão 93 automóveis, 12 utilitários, 54 motocicletas, oito caminhões e três reboques. Dos 170 itens, 83 têm direito a circulação depois de resolvidas as pendências administrativas. Os outros 87 são sucatas e só poderão ser adquiridos por empresas credenciadas ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo).

Sérgio Sobrinho ressalta que, em caso de o bem possuir débitos, como multas, licenciamento e IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores), o comprador terá de quitar as dívidas. Por esse motivo, alguns itens têm lance inicial bem mais baixo que o preço de mercado. Caso de uma moto Honda Hornet a R$ 3.000, um automóvel Ford Fusion por R$ 5.000 e um caminhão Volkswagen 18310 Titan que será vendido pelo mínimo de R$ 20 mil.

Para obter informações detalhadas sobre cada veículo, os interessados devem ir ao pátio, localizado na Avenida Pirâmide, 375, no bairro Eldorado, em Diadema. O leilão, que terá início às 10h, será apenas presencial.

Este será o nono leilão feito após a assinatura do convênio entre Estado e União. Desde o ano passado, a secretaria estadual passou a realizar dois pregões por ano. A última edição, realizada em junho, reuniu aproximadamente 180 pessoas no pátio e 1.600 interessados pela internet. As vendas resultaram na arrecadação de R$ 324,8 mil. O sétimo leilão, em dezembro do ano passado, foi ainda mais rentável: 316 bens foram arrematados, somando R$ 1,1 milhão.

Após o envio dos carros ao pátio do leiloeiro oficial, os veículos passam por duas perícias. Uma para determinar se o item é para circulação ou sucata. A outra, feita por cães farejadores da Polícia Federal, tem objetivo de excluir a possibilidade de que qualquer vestígio de entorpecente tenha sido deixado no equipamento.

O coordenador de políticas sobre drogas, que também preside a Comissão Estadual para Assuntos Referentes a Bens Apreendidos do Tráfico de Drogas, ressalta que, além da oportunidade da compra barata, o leilão representa ganhos para a sociedade. “A principal importância é a volta desse dinheiro para ações de tratamento dos usuários, prevenção e reinserção social dos dependentes químicos”, comenta Sérgio Sobrinho. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado faz leilão de carros
apreendidos do tráfico

Pregão ocorrerá no pátio de Diadema; renda
será destinada ao combate aos entorpecentes

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

29/11/2014 | 07:00


Total de 170 veículos apreendidos em operações contra o tráfico de drogas será leiloado na quarta-feira no pátio localizado no bairro Eldorado, em Diadema. A expectativa é que a arrecadação chegue próxima a R$ 500 mil, valor que será destinado ao Fundo Nacional Antidrogas para investimento em projetos de combate à venda de entorpecentes, prevenção ao uso e tratamento de dependentes químicos. Até 80% da renda obtida poderá ser utilizada pelo Estado de São Paulo.

O certame é realizado pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, em convênio com a Senad (Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas). Os veículos à venda foram apreendidos em todo o Estado em período entre dois e quatro anos atrás. Segundo o coordenador de políticas sobre drogas de São Paulo, Mario Sérgio Sobrinho, a demora se dá em razão de procedimentos burocráticos. “Quando o carro é apreendido porque foi utilizado para o tráfico, somente após o término da investigação é que o juiz decreta o perdimento do bem”, explica.

Dentre os veículos disponíveis para compra estão 93 automóveis, 12 utilitários, 54 motocicletas, oito caminhões e três reboques. Dos 170 itens, 83 têm direito a circulação depois de resolvidas as pendências administrativas. Os outros 87 são sucatas e só poderão ser adquiridos por empresas credenciadas ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo).

Sérgio Sobrinho ressalta que, em caso de o bem possuir débitos, como multas, licenciamento e IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores), o comprador terá de quitar as dívidas. Por esse motivo, alguns itens têm lance inicial bem mais baixo que o preço de mercado. Caso de uma moto Honda Hornet a R$ 3.000, um automóvel Ford Fusion por R$ 5.000 e um caminhão Volkswagen 18310 Titan que será vendido pelo mínimo de R$ 20 mil.

Para obter informações detalhadas sobre cada veículo, os interessados devem ir ao pátio, localizado na Avenida Pirâmide, 375, no bairro Eldorado, em Diadema. O leilão, que terá início às 10h, será apenas presencial.

Este será o nono leilão feito após a assinatura do convênio entre Estado e União. Desde o ano passado, a secretaria estadual passou a realizar dois pregões por ano. A última edição, realizada em junho, reuniu aproximadamente 180 pessoas no pátio e 1.600 interessados pela internet. As vendas resultaram na arrecadação de R$ 324,8 mil. O sétimo leilão, em dezembro do ano passado, foi ainda mais rentável: 316 bens foram arrematados, somando R$ 1,1 milhão.

Após o envio dos carros ao pátio do leiloeiro oficial, os veículos passam por duas perícias. Uma para determinar se o item é para circulação ou sucata. A outra, feita por cães farejadores da Polícia Federal, tem objetivo de excluir a possibilidade de que qualquer vestígio de entorpecente tenha sido deixado no equipamento.

O coordenador de políticas sobre drogas, que também preside a Comissão Estadual para Assuntos Referentes a Bens Apreendidos do Tráfico de Drogas, ressalta que, além da oportunidade da compra barata, o leilão representa ganhos para a sociedade. “A principal importância é a volta desse dinheiro para ações de tratamento dos usuários, prevenção e reinserção social dos dependentes químicos”, comenta Sérgio Sobrinho. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;