Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Organização denuncia uso de minas no Iraque


Da AFP

07/04/2003 | 13:50


A organização internacional para a proibição de uso de minas antipessoais, premiada em 1997 com o Nobel da Paz, denunciou nesta segunda-feira, em Roma, o emprego de minas desse tipo e de bombas de fragmentação na guerra do Iraque.

A denúncia foi feita na reunião de 120 especialistas provenientes de 70 países, que vão redigir o informe anual da organização sobre os avanços na batalha contra as minas pessoais.

"O Iraque era antes da guerra um dos países mais minados do planeta", afirmou Stephen Goose, da Campanha Internacional para Proibir as Minas (ICBL).

Segundo ele, países como Angola, Camboja e Afeganistão também estão cobertos por minas. "Nem os Estados Unidos, nem a Grã-Bretanha se pronunciaram até agora sobre o tema", enfatizou Goose.

Em 1997, 122 países assinaram um tratado para proibir as minas antipessoas. Até o momento 132 países ratificaram este tratado, com exceção da Finlândia e da Grécia, membros da UE.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;