Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho força prefeitos a quase dobrarem repasse

Marina Brandão/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prestes a ser reeleito presidente do Consórcio Intermunicipal, petista impulsiona Orçamento


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

17/11/2014 | 07:00


Prestes a ser reconduzido ao comando do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), impulsionou em 77% o Orçamento do órgão para 2015. Sob orientação do petista, pelo menos quatro das sete cidades quase dobraram os repasses dos cofres municipais para o colegiado de prefeitos para o próximo ano.

Em 2014, a receita total do Consórcio está avaliada em R$ 19 milhões. Para o próximo ano, o caixa da instituição chegará a R$ 35 milhões.

Os prefeitos Carlos Grana (PT-Santo André), Paulo Pinheiro (PMDB-São Caetano), Lauro Michels (PV-Diadema), Donisete Braga (PT-Mauá) e Saulo Benevides (PMDB-Ribeirão Pires) turbinaram os recursos a serem destinados em 2015 à entidade liderada por Marinho, que estuda mudar estatuto para ser reeleito pela segunda vez.

O acréscimo se dá pela decisão dos prefeitos em aumentar o repasse ao Consórcio de 0,3% para 0,5% da receita corrente líquida dos municípios.

Em Santo André, Grana aumentará em 37,6% o repasse ao Consórcio para o próximo ano. Em 2014, a administração andreense destinou R$ 3,9 milhões ao órgão. Para 2015, a transferência será de R$ 5,3 milhões.

Já Pinheiro destinará ao colegiado no próximo ano 87,5% a mais de recursos do Palácio da Cerâmica do que depositou neste ano. Em 2014, o peemedebista colocou R$ 2,4 milhões na conta do colegiado. Para 2015, o repasse representa quase o dobro: R$ 4,5 milhões. Se confrontados os valores destinados ao grupo desde o primeiro ano de gestão do peemedebista, em 2013, o depósito para o próximo ano será 585% maior que no início do mandato – foram R$ 660 mil.

Vice-presidente do Consórcio, Lauro evoluiu em 80,4% a transferência à entidade. Neste ano, o verde destinou R$ 2,3 milhões ao colegiado de prefeitos chefiado por Marinho. Em 2015, R$ 4,3 milhões dos cofres do Paço diademense serão alocados na conta do Consórcio.

Em Mauá, Donisete despenderá R$ 3,7 milhões em 2015 – acréscimo de 85% em relação ao repasse deste ano, fixado em R$ 2 milhões. A maior alta ficou por conta de Saulo, em Ribeirão, que praticamente dobrou o depósito ao Consórcio. Em 2015 será R$ 1 milhão apresentado ao colegiado, ante R$ 529 mil deste ano (salto de 95%).

Os aumentos dos repasses já devem constar nas previsões orçamentárias encaminhadas pelas Prefeituras às Câmaras da região. Em São Caetano, porém, o Paço enviou projeto à parte, visando a distribuição de recursos a diversos órgãos, entre eles o Consórcio. O texto deve ir à plenário antes mesmo de a LOA (Lei Orçamentária Anual) 2015 ser apreciada.

As Prefeituras de São Bernardo e Rio Grande da Serra não informaram os valores a serem destinados ao Consórcio em 2015.

CRIAÇÃO DE CARGOS
Além do acréscimo nas contribuições, todas as sete cidades do Grande ABC autorizaram o Consórcio a criar 33 cargos por meio de concurso público. O aumento de funcionários no colegiado gerou impasse em alguns municípios, que chegaram a travar a aprovação do projeto. Mesmo com as críticas, todas as cidades avalizaram a contratação. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;