Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Páscoa recruta 4.600 temporários


Michele Loureiro
Do Diário do Grande ABC

09/02/2009 | 07:00


Depois das contratações temporárias no fim do ano, para auxiliar no aumento da demanda, a Páscoa é a data que mais recruta funcionários provisórios. A produção de chocolates já está a todo vapor e a seleção agora visa principalmente encontrar promotores de vendas.

A Allis, empresa especializada no desenvolvimento de soluções inteligentes em gestão de pessoas, abre 600 vagas temporárias para promotores, repositores, demonstradores, degustadores e supervisores de merchandising.

As vagas irão atender a demanda sazonal do período de Páscoa.

O salário oferecido é de R$ 600 e, para se candidatar, é necessário ter concluído o Ensino Médio e ter a idade mínima de 18 anos.

Os selecionados participarão de dinâmica de grupo, além de prova teórica e entrevista individual.

Os interessados podem comparecer ao escritório da Allis localizado na Avenida Paulista, 1.159, 1º andar ou registrar currículo no site www.allis.com.br.

GAROTO - A Garoto acaba de revelar o nome das agências que receberão currículos para as 4.000 vagas temporárias da Páscoa 2009.

Os cargos variam de promotor de vendas a repositor de estoque.

Os interessados em concorrer a uma das oportunidades oferecidas pela companhia precisam entrar em contato e se candidatar.

Em São Paulo, os candidatos devem entrar em contato pelo telefone 2061-6659 (falar com Marta) ou enviar currículo para o email marta.lopes@2mpromocoes.com.br.

Os aprovados no processo seletivo começam a atuar ainda na primeira quinzena de fevereiro.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;