Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em 'Dia do Fico', Bonome
recebe apoio para ser vice

Aidan confirma permanência do secretário de Santo André,
porém colocou uma condição básica para aval: alinhamento


Fábio Martins
do Diário do Grande ABC

17/12/2011 | 07:00


O secretário de Gabinete de Santo André, Nilson Bonome (PMDB), ratificou que fica na administração Aidan Ravin (PTB) no que depender de sua vontade. A declaração foi concedida ontem, durante festa de confraternização da Prefeitura, na qual recebeu apoio do cacique petebista e deputado federal Arnaldo Faria de Sá para ser vice na chapa de reeleição de Aidan. A parceria na chapa governista é o principal pleito requisitado pelo diretório do PMDB para firmar a união com o PTB.

Bonome rechaçou novamente que a festa seria de sua despedida do governo. "De maneira nenhuma. Vou continuar até que se tenha outro direcionamento (do prefeito)." Ele disse que Arnaldo Faria de Sá defende a bandeira da parceria PTB-PMDB. "É um padrinho político, de longa caminhada, desde 1998. É um apoio satisfatório."

Para o mandatário do Paço, a postura de Arnaldo é pessoal, contudo, que a discussão sobre vice não vai envolver só um nome em Santo André. "Serão vários partidos que irão participar do debate. Está prematuro para conversar. Começou cedo, o que gerou ansiedade e muita expectativa. A decisão vai ficar para 2012 e em comum acordo com legendas."

Aidan fez questão de abraçar e sorrir ao lado do secretário. O chefe do Executivo garantiu a permanência do "forte aliado", porém colocou condição básica para endossar o aval: alinhamento. Segundo o petebista, Bonome fica se não houver posicionamento político diferente. "Fazemos parceria boa e dá para continuar forte. Não vejo motivo de rompimento. Se tiver interesses políticos de outra forma, é outra situação, temos de respeitar. Mas em momento algum ele demonstrou isso."

Apesar do aparente jogo de cena na festa, a saída de Bonome não está descartada, especialmente em função da possível mudança de rumo do PMDB. A forte proximidade entre o partido em âmbito nacional com o PT pode pressionar troca de lado na cidade.

O prefeito reforçou que não pretende fazer grandes alterações no primeiro escalão da gestão, jogando a responsabilidade para o governo federal. "Dizem as más línguas que o feitiço vira contra o feiticeiro. Se foi praga da oposição, pegou tudo em Brasília", disse ele, referindo-se à queda de sete ministros em menos de um ano do governo Dilma Rousseff (PT).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;