Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Tudo em um toque


Renato Cunha
Especial para o Diário

02/11/2014 | 07:00


Os smartphones são cada vez mais importantes na vida das pessoas. Pesquisa recente coordenada pela Hibou (empresa de monitoramento de mercado e consumo) mostra que 52% dos paulistas preferem andar sem calças pelas ruas a sair sem o celular de casa. Além disso, as vendas desses aparelhos no Brasil chegaram a 13 milhões no segundo trimestre de 2014, alta de 22% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento da IDC (International Data Corporation). 

 Com isso, o mercado de aplicativos cresceu na esteira dos aparelhos celulares. Atualmente, existem em torno de 1,3 milhão desses programas para smartphones, desde aplicativos como o Facebook, para que se possa ficar conectado a maior parte do dia, até outros capazes de resolver equações somente com o auxílio da câmera do dispositivo.

 A tecnologia presente nos aparelhos é usada para diversas finalidades. Para a estudante de Jornalismo Caroline Ribeiro, 20 anos, por exemplo, a prioridade é a diversão.“O que eu mais uso é o Spotify e o Instagram. O Spotify é de música, é ótimo. Você baixa as faixas que quer, faz playlist e tem acesso a conteúdo musical infinito. Eu adoro”, comenta. Para ela, a tecnologia traz, além da diversão, qualidade na comunicação. “Ajuda muito. Principalmente no que se refere à troca rápida de informações. Poder abrir e-mails, ler documentos e poder salvar as coisas na nuvem também ajudam muito”, conclui.

 O estudante de Engenharia da Computação Caio Menezes, 20, é mais um que utiliza o celular como ferramenta para a faculdade. “O aplicativo mais recente que baixei foi o Mathematics. Eu uso todos os dias. Ele me ajuda nos estudos em relação aos cálculos matemáticos e resolução de exercícios”, assinala. O analista de tecnologia da informação Marcelo Silva, 32, manipula seu smartphone para programar o cotidiano. “Utilizo bastante o aplicativo Clima, da Bing, para saber sobre a meteorologia, e programas para ter informações sobre filmes e peças em cartaz e compra de ingressos”, informa. 

 Uma das tendências para o futuro digital é a chamada Internet das Coisas, de acordo com especialistas. Consiste em conectar todos os eletrônicos e eletrodomésticos utilizados em casa. Tudo se tornará um computador. Professor pela USP (Universidade de São Paulo) e especialista em TV Digital e novas mídias, Alan Angeluci diz que tal panorama não tem volta. “Os aplicativos tendem a se tornar cada vez mais interoperáveis e convergentes, podendo ser acessados de diversas plataformas, cada vez mais intuitivamente e com maior facilidade. Tendem também a se consolidar no campo dos dispositivos móveis como plataforma principal e utilizar recursos de comando cada vez mais por controle de voz e gestos”, explica.

 O especialista avalia que o Brasil precisa evoluir na produção da tecnologia. “O mercado de aplicativos é altamente competitivo e países mais avançados nesses setores de tecnologia da informação acabam tomando a dianteira no processo. No entanto, há iniciativas importantes no Brasil, como o estímulo cada vez mais crescente ao empreendedorismo e à criação de startups (ideias inovadoras) voltadas aos dispositivos móveis.”

 Algumas empresas lançam softwares para auxiliar seus clientes. É o caso da Suvinil, que lançou três programas com foco em pintura. Os motoristas não ficam de fora dessa modernidade. A rede Caçula de Pneus desenvolveu ferramenta para ajudar o consumidor a escolher o melhor pneu, além de oferecer informações sobre o carro. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;