Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Volume de mananciais cai mesmo com presença de chuva


Pedro Souza
Do Diário do Grande ABC

02/11/2014 | 07:00


Mesmo com alguns pontos de chuva, entre a noite de sexta-feira e a tarde de ontem na Região Metropolitana, houve queda no nível de armazenamento dos cinco sistemas de mananciais que abastecem a Grande São Paulo.

 No Sistema Cantareira, segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o percentual de armazenamento estava em 12,2% da capacidade total ontem, em comparação com os 12,4% registrados na sexta-feira de manhã. Esses dados já levam em conta o acréscimo do chamado volume morto.

 São Caetano é a única cidade da região que recebe água do Sistema Cantareira, que também abastece Barueri, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Osasco e São Paulo.

 É preocupante a situação do Sistema Alto do Tietê, que abastece parte de Mauá e outras oito cidades da Região Metropolitana, entre elas Guarulhos, Mogi da Cruzes, Suzano e São Paulo. O índice do reservatório chegava ontem a 6,5% queda em relação ao registro anterior, de 6,6%.

 O Sistema Rio Claro, fonte de recursos hídricos para Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e São Paulo, também teve diminuição no nível de reservação. Na comparação entre sexta-feira e ontem, o volume caiu de 43,5% para 43%.

 No caso da Represa Billings, que forma o Sistema Rio Grande, o percentual teve decréscimo de 69,1% para 68,8%. Esse manancial abastece parte de Santo André, São Bernardo e Diadema. O único sistema que teve pequena melhora foi o Alto Cotia, que passou de 30,1% para 30,2%.

 O Sistema Guarapiranga teve queda no volume de 39,6% para 39,2%.

 O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) informou que a Capital teve o mês de outubro menos chuvoso desde 1985. Os dados dizem respeito à estação meteorológica do Mirante de Santana, na Zona Norte, onde o acumulado de chuva chegou a 25,2 milímetros, bem abaixo da média história que é e 128,2 milímetros.

 Em 1985, o nível acumulado pelo medidor em setembro foi de 15,2 milímetros.

 Para hoje, há previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite na Capital. O Grande ABC também deve ser atingido. O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) informa que imagens de radar mostram pancadas de chuva isolada com intensidade de moderada a forte em várias cidades do Estado. (com Estadão Conteúdo) 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;