Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Fiquei com meu melhor amigo, e agora?


Caroline Ropero
Especial para o Diário

29/05/2011 | 07:00


Se durante um passeio com o Best Friend Forever pintar um clima e rolar um beijo, nada mais será igual. Afinal, existe amizade verdadeira entre homem e mulher ou esse é o início de um amor? As duas possibilidades estão certas. O que não pode é confundir um sentimento com o outro, segundo Thiago de Almeida, especialista em relacionamento amoroso.

Há duas formas de amizade. Quando um se aproxima do outro com esse interesse, e é recíproco, é provável que o relacionamento se transforme em amor. No entanto, se as duas partes concordam que serão apenas amigos, assim será.

Era isso que pensava Marina*, 14 anos, de São Bernardo, até seu melhor amigo contar que estava apaixonado por ela. "Como a gente se dava bem, achei que daria certo ficar junto. Mas, não foi o que aconteceu. Quando disse que não queria mais, ele ficou magoado e nos afastamos." O beijo só rolou, segundo Marina*, porque ela pensou que a amizade podia virar amor, já que não brigavam e se davam bem. "Tentei, mas não consegui olhar para ele de outro jeito. Era só amigo."

A história foi diferente com Vitória Caixeta, 16, e Vinícios Dias, 16, que se conheceram na escola. Fizeram amigos em comum e de cara ele deixou clara sua intenção. "Sempre gostei dela, mas depois que me deu ‘bota', o orgulho falou mais alto e desisti; ficamos na amizade." Após um tempo, Vitória passou a sentir ciúmes. Só entendeu o que rolava quando ele pediu para ‘agitar' uma amiga e ela sentiu que Vinícios não era só amigo. "É difícil ter somente amizade entre homem e mulher. Em geral, pelo menos um dos dois tem segundas intenções", afirma.

Dá certo apenas se ambos estiverem conscientes disso. "Não deve existir aproximação com o pretexto de se promover a namorado. Uma coisa é quando o amor acontece naturalmente, outra é não ver a hora de mostrar o sentimento", explica o psicólogo Thiago, lembrando que o amor se fortalece após um tempo de convivência. Conforme se aproximam, percebem que têm muitas coisas em comum. Na opinião de Vitória, não há tantas decepções, um já sabe como o outro é.

Quando dá para saber se é amor?

Confundir os sentimentos é comum em uma relação de melhores amigos. Muito da amizade se parece com amor: dedicação, proximidade, contato físico e troca de sinais; por isso, é importante estar atento para não perder o BFF por bobeira. Afinal, depois do beijo tudo pode mudar.

A dica é avaliar o tempo que passam juntos e a forma do abraço, se mais longo e apertado do que estão acostumados com outros amigos. A frequência de encontros e sua intensidade são os principais fatores que mostram o verdadeiro sentimento.

É comum ver esse tipo de confusão nos filmes. Em Amizade Colorida - com estreia prevista para setembro, no Brasil -, os colegas de trabalho (interpretados por Justin Timberlake e Mile Kunis) tornam-se muito amigos. Com o tempo, começam um relacionamento mais íntimo e combinam que tudo não vai passar de atração física. No entanto, como não existe regra para o coração, eles se apaixonam.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;