Turismo

Lendas envolvem região em aura mística




 

Saci-pererê e Mãe D'água são parte da cultura de Iporanga. Andando pela cidade, diversas pessoas relatam ter visto fenômenos misteriosos, fantasmas e até objetos estranhos no céu, sejam humildes moradores, turistas ou representantes do poder público.

De acordo com o ufólogo Mario Rangel, a região é frequentemente visitada por alienígenas: "Temos muitos relatos na região, conhecida como hot spot." Ainda de acordo com `iporangueiros`, na década de 1990 um delegado de polícia teria atirado com arma de fogo em uma nave espacial, no Bairro da Serra.

"Havia um morador, chamado Nadier, já falecido, que levava as pessoas para o Alto da Boa Vista (ponto com visão panorâmica do Vale do Bethary, entre Iporanga e Apiaí) para avistarem luzes misteriosas. Uma vez fui, e me arrepio só de lembrar! Ele fazia uma espécie de reza e as luzes apareciam, a cerca de um ou dois quilômetros de distância. É impossível ser montagem, a não ser que ele tenha aprendido a projetar as coisas a partir de sua mente", afirma Clara Novaes, que esteve no local na década de 1990.

Outra moradora, que já foi do poder público e prefere não ter seu nome revelado, relata ter avistado luzes sobre o Rio Ribeira diversas vezes, em diferentes ocasiões. Essas luzes são conhecidas por Mãe D'água e ainda não foram explicadas pela ciência.

Há ainda lenda sobre uma ilha no Rio Ribeira de Iguape que esconderia diversos quilos de ouro roubados por escravos. "Não conseguimos ficar uma noite sequer. E olha que somos acostumados com tudo aqui! A gente ouvia barulhos, gente gritando, era de dar medo. Por isso, nunca ninguém conseguiu procurar direito e saber se é verdade ou mentira que existe esse ouro. Eu acho que os negros assombram para não deixar ninguém encontrar", diz o monitor ambiental G.I., que fez parte de uma exploração no local.

Ao ser questionado sobre a localização da ilha, G.I.  foge: "Não falo. E ninguém que sabe onde é vai lhe contar. É coisa nossa. Se a gente falar, logo um monte de gente chega com máquinas e acaba com o lugar."

 

 

 

Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários


Veja Também



Voltar