Início
Clube
Banca
Colunista
Redes Sociais
DGABC

Quinta-Feira, 30 de Maio de 2024

Palavra do Leitor
>
Palavra do Leitor
Palavra do Leitor - 9 de abril de 2024
Da Redação
09/04/2024 | 09:15
Compartilhar notícia


Liberdade de expressão

Deparei-me com uma carta do sr. Antônio Carlos Ribeiro com um sugestiva resposta aos 60 anos do golpe (Golpe, dia 7). Tendenciosamente equívoca, historicamente errônea. E o pior: sugerindo que “o quadro atual sugere atitudes duras que eventualmente podem ser taxadas de golpe” . Clamando explicitamente por uma época terrível que foi a ditadura militar. E fazendo menção às ações golpistas de 8 de Janeiro. Sabemos que esses saudosistas desse período sombrio e os golpistas estão pulverizando fake news e toda desinformação possível . Mas o que me chocou mais é como um jornal, que se diz sério, que deve ter um editor ou pelo menos deveria, publicar essa tal “carta”, com artifício de opinião, mas que promove a desinformação e alimenta ideias golpistas de forma tão aberta. Sugerir golpe, defender ou promover esse tipo de atitude não é opinião, é crime! O jornal claramente se alinha a essa “opinião” ao publicar esse tipo de ideia nefasta. Lamentável usar o artifício de opinião, como Carta do Leitor, para dar luz a esses tipos de argumentos tão sórdidos.
Daniel Melim
São Bernardo


Sindserv

‘Vereador quer apurar suposto uso político do Sindserv Sto.André’ (Política, dia 3). Seria cômico, se não fosse trágico! Muito longe de comungar dos sindicatos, que usam a estrutura sindical em benefício próprio ou que aparelham a estrutura dos mesmos para fins meramente políticos! Mas o vereador Marcio Colombo (MBL) questionar isso é simplesmente de uma desfaçatez estupenda! Como um integrante, ou melhor, coordenador regional do MBL, sabendo da conduta financeira do sr. Renan Santos, que controla os recursos financeiros da entidade e as doações ao Movimento, sendo a família Santos ré em cerca de 125 processos, se coloca como paladino da moralidade pública? Ou simplesmente ele, que fez do MBL Regional a personificação da sua pessoa, verdadeiro caudilho do Movimento, não irá concorrer a reeleição ao cargo de vereador, em outubro?
Afonso José de Lima
Santo André


Ziraldo – 1

‘Brasil se despede de Ziraldo, o eterno Menino Maluquinho’ (Setecidades, dia 7). Com acentuada e semi-inacreditável tristeza recebemos a notícia de que nosso Ziraldo Alves Pinto nos deixou, enquanto dormia, neste dia 6 de abril. Ziraldo, natural de Caratinga, Minas Gerais, que marcou várias gerações como cartunista, chargista, pintor, escritor, dramaturgo, cartazista, caricaturista, poeta, cronista, desenhista, apresentador, humorista e jornalista brasileiro. Presenteou-nos com uma das mais expoentes obras, O Menino Maluquinho, O Menino Marrom, Uma Professora Muito Maluquinha e outras, deixando órfãos todos nós apaixonados e amantes de suas obras. Considerado por muitos bibliotecários, editores, professores, pais, jornalistas e uma imensidão de afetos de nossas sete cidades e do Brasil um dos mais reconhecidos escritores infantis do Brasil. E que a gratidão, o respeito, o reconhecimento e com a conformidade com que precisaremos conviver por essa morte não permita que nosso Ziraldo seja negligenciado pelo imperdoável esquecimento.
Cecél Garcia
Santo André


Ziraldo – 2

Brasileiríssimo Ziraldo, aos 91 anos se despede deixando um legado inestimável como cartunista, desenhista e escritor principalmente da literatura infantil. Seu sorriso simbolizava a liberdade de expressão e amor à Pátria, que nem sua prisão pelos horrores da ditadura de 1964 foi capaz de tirar esse brilho da alegria de servir e viver. Vá em Paz, Ziraldo Alves Pinto!
Paulo Panossian
São Carlos (SP) 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.