Esportes

Esportivo estraga a festa e elimina Ramalhão na Série Ddo Brasileiro




A festa pelo aniversário de 54 anos do EC Santo André, comemorados ontem, estava pronta. Confiantes, os torcedores foram enviar energias positivas aos jogadores depois da vitória por 1 a 0 sobre o Esportivo-RS no jogo de ida da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Mas faltou combinar com o adversário. Como um visitante indigesto, a equipe gaúcha não só venceu no tempo normal por 1 a 0 como levou a vaga para as oitavas de final nos pênaltis ao fazer 5 a 4, colocando água no chope do Ramalhão.

Batista, aos 47 minutos do primeiro tempo, marcou o único gol da partida, suficiente para levar a decisão aos pênaltis. Nos tiros livres, o atacante Carlinhos, uma das últimas contratações feitas pelo Santo André e que chegou cheio de moral por ter sido revelado pelo Corinthians, desperdiçou a cobrança e pôs tudo a perder, já que mais nenhum jogador perdeu a chance. Com isso, o Ramalhão foi eliminado e teve que aguentar a festa dos gaúchos no Estádio do Inamar, em Diadema, que foi a casa do Santo André na disputa, já que o Estádio Bruno Daniel passa por troca do gramado natural por sintético.

A partida foi marcada por intensa neblina que pouco deixava ver quem acompanhava o confronto pela internet, já que os portões do estádio estavam fechados em razão da pandemia. Foi até melhor para o torcedor andreense, que não precisou ver com nitidez uma das piores atuações do time no torneio. Visivelmente superior, o Ramalhão não conseguiu articular bem seu jogo. Nunes, a referência no ataque andreense, não recebeu uma boa bola para finalizar e as investidas se resumiam em jogadas de bola parada.

O gol do Esportivo saiu em desatenção da defesa, quando todo mundo esperava o apito final do primeiro tempo. Aos 47, após cruzamento da direita, Batista se antecipou à marcação e, de cabeça, mandou para as redes ramalhinas.

No segundo tempo, até pela necessidade de buscar ao menos a igualdade, o Santo André partiu para cima de um acomodado Esportivo. O time gaúcho, aparentemente satisfeito com a chance de buscar a vaga nos pênaltis, se posicionou para contra-atacar. Mesmo com o domínio, poucas chances foram criadas pelo Santo André. Na melhor delas, o lateral-esquerdo Ruan foi travado na hora do cruzamento e, por pouco, o zagueiro Rafael Fumas não jogou contra a própria rede. O goleiro Otávio Passos também apareceu bem em escanteio cobrado em direção à meta pelo próprio Ruan.


FUTURO

Com a eliminação na Série D do Campeonato Brasileiro, o Santo André agora dá início ao planejamento para o Campeonato Paulista de 2020. A diretoria deve se reunir durante a semana para tratar da sequência do trabalho do técnico Wilson Júnior e dos jogadores.

Boa parte do elenco é formada por atletas revelados nas categorias de base do Ramalhão, com vínculo, mas que ainda não sabem se vão compor o elenco da próxima temporada. O zagueiro PV, que foi titular em algumas partidas do Estadual deste ano, é um dos que tem mais chances de ser mantido para a disputa do Campeonato Paulista.

Comentários


Veja Também



Voltar