Cena Política

Os ventos que sopram sobre Leonardo Alves




Vereador de primeiro mandato em Mauá, Leonardo Alves (PSDB) tem sido alvo de comentários por várias partes do Grande ABC nos últimos dias. Promessa da política local, Leonardo teve suporte em sua campanha à Câmara de diversas lideranças, inclusive de fora de Mauá. A expectativa era a de que o tucano retribuísse, em 2022, o apoio recebido na eleição para deputado. Mas o que se observa por ora é o vereador tateando terreno sobre o futuro. Leonardo já esteve com Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Garcia (PSDB), que devem se enfrentar na eleição ao governo do Estado. Também aparece em eventos de Cleber Broch (de saída do PDT), de Carla Morando (PSDB) e de Thiago Auricchio (PL), todos em busca de cadeiras na Assembleia Legislativa, sendo os dois últimos querendo a reeleição. O parlamentar está na bancada de sustentação do prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), que já escalou o secretário de Planejamento Urbano da cidade, Rômulo Fernandes (PT), como deputado estadual.

BASTIDORES

Campanha
Candidata a vereadora de Mauá e a vice-governadora do Estado em 2018, a cabo Fátima Pérola Neggra fez série de publicações a favor do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e compareceu aos atos a favor do governo na Avenida Paulista. Fátima é cabo da PM (Polícia Militar), da ativa, e, por lei, estaria impedida de fazer manifestações políticas. Ela postou, por exemplo, desenho com generais enquadrando ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e foi à Paulista com máscara com a imagem e o slogan de Bolsonaro.

Nos atos
Outro nome do Grande ABC que esteve na Avenida Paulista foi Denis Navarreti, ex-assessor do vereador Paulo Chuchu (PRTB), de São Bernardo. Navarreti discursou, inclusive, em um caminhão de som que foi colocado nos atos pró-presidente Jair Bolsonaro. O ex-assessor, que atua na região da Vila Vivaldi, em São Bernardo, rompeu com Chuchu – os dois têm batido ponto na feira livre do bairro depois do ato.

Justificativa
O deputado estadual Coronel Nishikawa (PSL), que tem domicílio eleitoral em São Bernardo, foi sincero ao dizer que não acompanhou in loco o discurso do presidente Jair Bolsonaro. Nishikawa foi para a Avenida Paulista nas manifestações a favor do governo federal, mas admitiu que deixou o local diante do volume de pessoas que se aproximava do prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Exoneração – 1
O presidente da Câmara de Rio Grande da Serra, Charles Fumagalli (PTB), determinou a exoneração de Gabriel Henrique Afonso Campagnoli, seu assessor que havia acusado a Prefeitura de fraudar o sistema de vacinação contra a Covid-19 e que desmentiu a própria acusação, dizendo ter tido lapso de memória. Campagnoli atuava como chefe de assessoria legislativa desde o início do ano.

Exoneração – 2
Nos bastidores, a demissão foi considerada resposta de Fumagalli ao prefeito Claudinho da Geladeira (PSDB), já que o petebista exonerou um funcionário que reconheceu ter errado no curso de sua atuação, enquanto o chefe do Executivo local busca blindar os acusados de fraudes durante a campanha de imunização na cidade.

Reunião
Vice-presidente da OAB nacional, Luiz Viana estará hoje no Grande ABC. Terá encontro com a presidente da subsecção de Santo André da Ordem, Andrea Tartuce. Viana tem sentido dos advogados se há campo para lançar uma candidatura alternativa ao comando da OAB nacional. O encontro será acompanhado pelos advogados Abner Vidal e Alexandre de Sá Domingues. 

Comentários


Veja Também



Voltar