Esportes

Governador inaugura centro de excelência




O governador João Doria (PSDB) esteve ontem na Arena Olímpica de São Bernardo, no Santa Terezinha, para inauguração do Centro de Excelência Esportiva. O Estado, que ficará responsável pela manutenção e administração do espaço após convênio firmado com a Prefeitura, vem investindo R$ 5,4 milhões para construções do dojô (onde funcionava o CT de handebol), revitalização de alojamento (as obras começam hoje) e modernização do espaço. No total, 140 esportistas de alto rendimento do judô e atletismo poderão utilizar a estrutura – em parcerias com as federações paulistas das modalidades. A ideia é a de que entre novembro e dezembro o espaço já esteja em pleno funcionamento.

O equipamento vai absorver os atletas que acabaram desabrigados após a concessão do complexo do Ibirapuera. Porém, por determinação da Lei Estadual 17.099/2019, o programa teria de ser continuado e o governo estadual encontrou na estrutura são-bernardense a solução.

“Aqui vamos ter as atividades esportivas de performance para fazer novas gerações de campeões, campeões brasileiros, sul-americanos, pan-americanos e olímpicos. Muitos estão aqui e muitos virão para cá para o seu treinamento e o seu aperfeiçoamento”, afirmou João Doria, que, na véspera, havia recebido os atletas de 16 modalidades que têm ligação com o Estado e foram aos Jogos Olímpicos de Tóquio. “E lançamos o projeto Paris 2024, exatamente para aumentar a performance dos atletas e a possibilidade da conquista de mais medalhas daqui dois anos e meio. Este centro vai ajudar e muito, pelas características e pelos investimentos”, emendou.

“Estamos finalmente oferecendo estrutura de ponta, alimentação, alojamento, comissão técnica, convênio médico, enfim, todas as condições necessárias para os atletas, diferente do que ocorria anteriormente. É certamente um dos principais feitos esportivos do governo de São Paulo”, pontuou o secretário estadual de Esportes, Aildo Ferreira.

Centro de judô poderá receber a Seleção

Esporte que mais rendeu medalhas olímpicas ao Brasil na história dos Jogos, com 24 conquistas, o judô ganhou nova casa. E o centro de excelência de São Bernardo não deverá servir somente a atletas de alto rendimento, como iniciação esportiva e até mesmo à Seleção Brasileira. Ao menos é o que projeta o presidente da Federação Paulista da modalidade, Alessandro Puglia.

“É questão de tempo, porque a estrutura que temos aqui não temos em outro local. Vai ser uma referência para o judô do Brasil e com certeza receberá treinamentos da Seleção”, admitiu o dirigente. “(Este centro) É um sonho de consumo para quem é amante do esporte e leva a modalidade a sério. Com toda essa estrutura, vamos poder receber pessoas, fazer grandes treinamentos. É um marco para o judô brasileiro. Daqui para a frente a tendência, da base ao alto rendimento, é melhorar bastante”, emendou ele.

A expectativa é compartilhada pelo judoca da Seleção, que representou o País em Tóquio, o são-bernardense Eric Takabatake. “Não estou sabendo, mas espero que possa ser utilizado pela Seleção também. Para mim seria ótimo, é perto de casa”, projetou ele, que vê a partir da estrutura a possibilidade de expansão do esporte. “Acredito que com mais centros assim temos mais chances de encontrar novos talentos, novas promessas. Sei como a cidade sempre foi forte, mas com o passar dos anos foi diminuindo o número de clubes aqui e na região. Eu, por exemplo, mudei de clube (do Mesc para o Pinheiros) por essa razão. Abrir este centro, então, vai trazer mais gente e espero que seja bem utilizado.”

PRETENSÕES
O centro de excelência de judô terá muito mais do que um dojô – um dos melhores do País, inclusive. Ao menos é que garante o secretário de Esporte e Lazer de São Bernardo, Alex Mognon, que festejou a inauguração da estrutura. “Grande alegria poder trazer este projeto para espaço que estava abandonado e que será modelo nacionalmente. Não tenho dúvida que vamos colher muitos frutos aqui, porque, além da estrutura física, estamos primando pelos mínimos detalhes: alimentação de qualidade, alojamento de primeira linha, psicólogo, assistente social, material esportivo”, enumerou,

Aildo Ferreira, secretário estadual de Esporte, endossou o discurso. “Encontramos esse equipamento, unimos forças com município e federação e o resultado está aqui, de onde sairão os futuros campeões. Fazer com que São Paulo continue sendo celeiro de atletas e medalhas”, finalizou. 

Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários


Veja Também



Voltar