Economia

9 democratas não votarão plano de US$ 3,5 trilhões antes de infraestrutura




Em carta aberta à presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, um grupo de nove deputados democratas sinalizou que não apoiará o plano de US$ 3,5 trilhões em investimentos a áreas como educação e saúde sem antes votar o pacote de infraestrutura aprovado no Senado na última terça-feira, dia 10.

A decisão ameaça travar toda a agenda econômica do presidente americano, Joe Biden, uma vez que o partido governista pode perder apenas três votos para garantir a maioria. "Instamos nossos colegas na Câmara a seguirem o mesmo caminho do Senado: votem primeiro no Investimento em Infraestrutura bipartidário e depois considerem a resolução orçamentária", exortaram os parlamentares, no documento.

Conforme mostrou reportagem do Broadcast nesta quinta-feira, 12, a pauta foi aprovada por senadores por 60 votos a 39, mas precisa do aval de deputados. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, avisou que o texto não será submetido à votação antes do segundo pacote, que enfrenta firme oposição dos republicanos. O Congresso volta de recesso no próximo dia 23.

Na carta, os deputados defendem a importância da proposta de infraestrutura, que prevê modernização de estradas, pontes, túneis e outros. "O país está clamando por investimentos e por soluções bipartidárias. Essa legislação faz os dois, e nos ajuda a competir com a China e outros na economia global", destacam.

Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários


Veja Também



Voltar